Em menos de 24 horas, três homens são executados a tiros no bairro Boa União

Cerca de oito homens armados executaram duas pessoas com vários tiros na segunda-feira

0

Por Davi Sahid

terror
Duas pessoas foram assassinadas na noite de segunda-feira no Boa União/Foto: Folha do Acre

Moradores do bairro Boa União, em Rio Branco, viveram um dia de terror durante a segunda-feira (1). Em menos de 24 horas, moradores testemunharam a ação das facções que atuam na capital acreana. Três homem foram executados na mesma região.

O primeiro fato aconteceu na noite de domingo (31) na Rua Boa União, no bairro Boa União. O presidiário do regime semiaberto, Ednaldo Barbosa de Souza, 42 anos, mais conhecido no mundo do crime como “Escopeta” foi executado com tiros 5 tiros enquanto estava sentado em frente à sua casa conversando com um amigo.

A polícia foi acionada, realizou busca na região e não conseguiu prender ninguém, muito menos identificar os acusados.

Vítimas não resistiram aos ferimentos e morreram/Foto: Folha do Acre
Vítimas não resistiram aos ferimentos e morreram/Foto: Folha do Acre

Já o segundo fato ocorreu na noite de segunda-feira (1) na mesma região onde ocorria o velório de Ednaldo. Dois homicídios foram registrados, os ex-presidiários Elson Sena Melo, 34 anos, e Samuel Lucas Moreira de Messias, 28 anos, foram executados com vários tiros por cerca de oito homens fortemente armados que estavam em dois veículos, uma camionete Hilux de cor prata e um Gol de cor branca.

Segundo informações do tenente Braga, do 3º Batalhão da Polícia Militar, o veículo Gol se posicionou na rua Santa Rita, bairro Boa União, próximo à Rua 15, impedindo a passagem de outros veículos ou motos. Em seguida, a camionete entrou na Rua Boa União com cinco ocupantes no veículo e abordaram Samuel e Elson, que estavam caminhando na rua.

De posse de armas de fogo, eles efetuaram vários tiros contra as vítimas, sendo que Elson foi atingido com um tiro na cabela e outras partes do corpo e ficou caído. Já Samuel, que também foi atingido, mesmo ferido ainda conseguiu correr cerca de 30 metros. Os acusados saíram em perseguição e o alcançaram efetuando mais cinco disparos, sendo que um acertou na nuca e mais quatro tiros nas outras partes do corpo.

Segundo testemunhas, os cinco homens, após atirarem contra Samuel, entraram na caminhonete, e não satisfeitos, desceram do carro novamente e foram até o corpo e o chutaram várias vezes. Em seguida se evadiram do local.

Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionada, mas ao chegar ao local Samuel já estava morto. A equipe socorreu Elson e o encaminhou ao Pronto Socorro de Rio Branco, onde deu entrada em estado de saúde gravíssimo, após perder muita massa encefálica. Cerca de uma hora depois a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu.

Policiais militares do 3º Batalhão estiveram no local, colheram informações e saíram na busca dos acusados. A polícia afirmou que o homicídio ocorrido na noite do dia 31 de julho está relacionado aos crimes acontecido na noite de segunda-feira e que foi briga de facções.

Comentários

comentários