O impacto das novas tecnologias na sociedade: a internet das coisas, nas coisas

0

A tecnologia mudou o mundo, e estamos apenas começando. A transformação mundial nos últimos dez anos são prova disso. Um exemplo simples é a introdução do smartphone, que mudou completamente o comportamento da sociedade.

Imaginar como serão os próximos cinco anos é praticamente impossível, mas a tecnologia desempenhará um papel central. O ritmo da inovação tecnológica continua aceleradíssimo.

Neste momento, nós atingimos um patamar tecnológico que nos vai permitir dar mais um salto quântico na forma como a tecnologia está presente nas nossas vidas.

Essa transformação tecnológica é resultante dos impactos significativos no modo de produção e de gestão das organizações, que provocaram a alteração dos seus processos e estruturas hierárquicas, tornando-as mais ágeis e reduzindo custos. Os impactos provocados pelo uso da tecnologia no ambiente das organizações é algo de imensurável.

A pergunta é – você está preparado?

Caminhamos hoje por mais uma das transições sociais que transformam a sociedade ao longo dos tempos. Para compreender este processo, é preciso não só entender as mudanças da própria sociedade, sejam estas no seu modo de agir, pensar e se relacionar, mas também a evolução dos dispositivos que propuseram e/ou fizeram parte dessas modificações. Entende-se, então, que as transformações sociais estão diretamente ligadas às transformações tecnológicas da qual a sociedade se apropria para se desenvolver e se manter.
Novas concepções surgiram, novas práticas, ocupações, tudo mudou em tão pouco tempo.

Fala-se em Sociedade Midiática, em Era Digital, Era do Computador; a sociedade passou a ser denominada não por aquilo que é ou pelos seus feitos, mas a partir dos instrumentos que passou a utilizar para evoluir.

Como a Internet muda nossa vida

A Internet amplia nossa inserção no mundo, nosso contato com as informações, com outras pessoas, nos dá uma visibilidade além do nosso espaço geográfico, nos insere em redes sociais com muitas possibilidades de interação, trocas, aprendizagem, networking, relacionamento.

Exige a aprendizagem de novas competências digitais, integradas com saber conviver com as pessoas e espaços presenciais (familiares, profissionais, sociais).

Todos percebemos como é difícil hoje manter esse equilíbrio. Muitos passam mais tempo em comunicações digitais do que físicas, presenciais. Há uma febre por aumentar o número de amigos virtuais, que dificilmente conhecemos e com a maioria dos quais não interagimos de verdade. Há também um certo narcisismo em querer aparecer demais, em postar seguidas mensagens no Twitter – Facebook – intagram, em querer acompanhar de perto o fluxo incessante de textos, vídeos e áudios, que se multiplicam sem parar numa corrente infindável.

Nossa vida muda para sempre quando nos conectamos.

Entramos em um universo fascinante de descobertas, pessoas, acontecimentos; mas também nos sentimos confusos diante de tantas informações, páginas, grupos, mensagens. Temos pouco tempo para analisar, comparar, perceber de uma forma mais profunda. Navegamos superficialmente por muitas páginas, telas, solicitações. É difícil desligar, porque tememos perder algo importante; mas também, se não ficarmos atentos, podemos tornar-nos escravos do mundo virtual, reféns do fluir superficial, com mais espuma do que densidade.

Linha do tempo – A internet no Brasil

1995 – Boom! Da internet – Salas de bate papo – ICQ – Declaração do Imposto de Renda
1998 – Web Rádio – Transação bancária online
1999 – NASPSTER
2000 – Kazaa
2001 – MSN
2003 – Skype – Myspace – Linkedin
2004 – Orkut
2005 – Google
2006 – Youtube
2007 – Twitter
2008 – Facebook
2010 – Instagram
2011 – WhatsApp
2012 – Netflix
2014 – Spotfy

Para onde vamos no futuro?

Eu vejo a internet das coisas de forma muito positiva, principalmente em áreas como saúde e qualidade de vida, passando por segurança no trânsito e novas oportunidades de trabalho e carreira.

Junte-se a nós com sua história. Em quais eventos do seu dia você já faz tarefas conectado e nem percebe? Gostaria muito de ouvir sua história. O’Brien que resume bem este artigo. Já estamos vendo a história acontecer! “Se você acha que a internet mudou a sua vida, pense novamente. A Internet das coisas está prestes a mudar tudo de novo!” — Brendan O’Brien, cofundador, Aria Systems.

Como a sua vida era antes da internet? E mais, você consegue se imaginar sem essa tecnologia hoje? Responda se puder.

Sucesso em 2018

Adriano Gonçalves
Coach 3.0 – Influencer

Comentários

comentários