Camisa 1 da seleção coleciona cinco partidas sem tomar gol/Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

A vitória do Brasil sobre Honduras, por 6 a 0, nesta quarta-feira (17), no Maracanã (veja fotos), além de classificar a equipe para a final olímpica no futebol masculino, coroou a participação do goleiro Weverton. Ao completar cinco jogos sem tomar gol – ao todo, são 470 minutos –, o camisa 12 do Atlético supera as três campanhas de goleiros brasileiros finalistas em Olimpíadas.

“É um trabalho coletivo. É importante porque você ganha confiança, principalmente depois das últimas partidas. É nosso papel lá atrás evitar o gol. Chegar na final sem tomar gol nos dá tranquilidade. A gente esperar manter. Mais do que nunca nesse último jogo”, disse o rubro-negro.

Em 1984, nas Olimpíadas de Los Angeles, com o goleiro Pinga defendendo a meta do Brasil, foram quatro gols em cinco jogos. Em Seul, quatro anos depois, Taffarel carregou a seleção até a final tomando apenas dois gols em cinco jogos. Em Londres-2012, o atleticano Neto iniciou como titular, mas perdeu a posição para Gabriel. Ao todo, foram cinco gols em cinco partidas.

“Estamos nos fortalecendo cada vez mais, junto, unidos. Com o apoio do torcedor vamos buscar essa medalha de ouro para o Brasil”, disse Weverton, na saída de campo. O rubro-negro também iguala a campanha do último goleiro a chegar a uma final sem tomar gols, o espanhol Santiago Canizares, nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992.

No sábado (20), ainda sem adversário definido, Nigéria e Alemanha duelam nesta quarta-feira, o Brasil busca seu primeiro ouro nos Jogos. Em 2012, perdeu a decisão para o México por 2 a 1. Em 1988, foi derrotada pela União Soviética também por 2 a 1 na final. Em 1984, o revés foi para a França, por 2 a 0, e outra prata.

Fonte: Gazeta do Povo

Comentários

comentários