Prefeitura de Capixaba vai gastar com aluguel de motocicleta o valor de uma nova

0
Prefeito de Capixaba, José Augusto, contrata locação de moto por preço de uma nova

Qual o motivo de uma prefeitura de uma cidade qualquer alugar uma motocicleta usada e, no valor do aluguel, pagar o equivalente ao que o município gastaria para comprar um veículo igual, zero quilômetro, e que depois seria incorporado ao patrimônio do município? Esta é a pergunta ainda sem resposta por parte da prefeitura de Capixaba.

Conforme denúncia encaminhada à redação no final da tarde de sexta-feira (24), já sem tempo para ouvir as explicações da prefeitura local, o contrato de aluguel está publicado no Diário Oficial do Estado do Acre (DOE), N° 12181, edição do dia 20.

A publicação mostra que a prefeitura municipal de Capixaba assinou o Contrato Nº 024/2017, cujo objeto é a locação de uma Motocicleta Yamaha/XTZ 150 CROSSER E, ano 2016/2017, placa Q__ 9_5_. O veículo seria para a atender a Secretaria Municipal de Educação.

Com uma vigência de 12 meses, a locação da moto vai custar R$ 12.000,00 de recursos próprios (60%) e do Fundeb (40%). Ocorre que uma pesquisa feita junto aos consórcios das fábricas para checagem dos valor final do produto, verificou-se que o valor da carta de crédito (que permite a compra do veículo) ficou abaixo do valor de locação.

Uma moto zero quilômetro do mesmo modelo, Yamaha/XTZ 150 CROSSER E, está cotada pela fábrica em R$ 11.188,00 (carta de crédito), conforme se verifica na imagem.

Se a moto a ser adquirida for uma Honda Crosser 150 E, do mesmo padrão da alugada pela prefeitura, o valor da carta de crédito será de R$ 11.420,00. Ou seja, não importa a fábrica: este modelo pode ser adquirido por menos que o valor do aluguel contratado.

Por falta de condições contato com a prefeitura de Capixaba em virtude do final de semana, o espaço fica disponibilizado para as devidas explicações. A denúncia foi enviada de forma anônima e a licitação foi devidamente comprovada no DOE citado.

 

Comentários

comentários