sábado, setembro 18, 2021
27.3 C
Rio Branco
sábado 18 setembro 2021

Gabriela Câmara: uma parlamentar sem mandato que fiscaliza, reivindica e ajuda os mais pobres

POR GINA MENEZES

Gabriela Câmara foi a sexta pessoa mais bem votada, com mais número de votos, para ocupar uma vaga na Câmara de Rio Branco em 2020, mas mesmo assim, por conta das regras eleitorais, ela ficou fora da legislatura. Porém, a única coisa que ela perdeu foi mesmo a vaga de vereadora, pois o ânimo, a desenvoltura para fiscalizar, reinvidar e ajudar os carentes continuaram pautando seus dias. Um dia após ter perdido as eleições, na segunda-feira, a jovem estava visitando uma comunidade no Segundo Distrito da capital acreana.

O programa de Gabriela Câmara na Boas Novas, o “Novidade de Vida”, tem sido sua tribuna e também um desaguadouro para as reclamações da população que sofre todo tipo de descaso do poder público. Não é por acaso que o “Novidade de Vida” é um campeão de audiência e atinge 18 dos 22 municípios do Acre.

“No início eu não achei que o programa fosse ter tanta audiência e respeito das pessoas. Embora não soubesse eu não me surpreendi, pois sei que isso se deve à mão de Deus sobre o projeto. Nossa intenção sempre foi realmente ajudar as pessoas”, disse.

Nascida em uma família rica e com sobrenome conhecido, Gabriela parece fazer o caminho inverso. Ela trocou a vida em Brasília, Manaus ou qualquer outro lugar para morar no Acre, estado onde nasceu e diz que gosta quando a chamam de Gabriela das Boas Novas.

“Eu me orgulho do meu sobrenome, pois minha família é honesta, trabalhadora, ajudou o Acre, mas gosto quando as pessoas me ligam diretamente à Boas Novas. Virou uma extensão do meu nome”, afirma.

Gabriela é uma jovem versátil. Não se importa de tirar o salto, que visita autoridades para buscar soluções das demandas que chegam até seu programa, pôr um tênis ou bota para enfrentar a poeira e a lama da periferia.

“Eu ando sempre pronta para tudo, onde tiver que ir eu irei. As vezes tenho que ir até uma secretaria, hospital, saber porque da demora de cirurgias ou visitar uma autoridade. Em outros momentos eu tenho que ir para a zona rural onde estão meus ouvintes. Eu gosto disso. Gosto de ser esse elo entre poder público e população. Se eu ajudar no mínimo que seja eu já fico satisfeita”, disse.

Uma das bandeiras que Gabriela defende desde a adolescência não foi esquecida e nos últimos dias ela visitou o Cras do Manoel Julião para buscar parcerias para prevenção e uso de drogas.

As reivindicações feitos no programa “Novidade de Vida” não ficam sem resposta. Foi a partir de uma denúncia feita por uma mãe que as aulas onlines do setor estadual estavam sendo invadidas por pornografias que a Secretaria de Educação do Estado tomou conhecimento da fragilidade do programa que estavam usando e resolveram o problema.

“Isso é interessante. Eu recebo a denúncia e me sinto na obrigadação de ir até a secretaria para dar vez do gestor falar, pois do contrário não seria jornalismo. Eu fui com a secretária Socorro Neri, que me recebeu muito bem e deu encaminhamento a situação”, disse.

Gabriela também esteve na Fundação Hospitalar para saber sobre a fila para a realização de cirurgias já que a longa demora por cirurgias é uma das reclamações mais comuns dos ouvintes.

A radialista também esteve na UPA da Sobral e diversas unidades hospitalares para entender o fluxo do atendimento e levar as reinvindcações dos ouvintes.

“Temos uma população muito carente, que precisa do básico e que sofre muito. Não podemos simplesmente virar as costas para os problemas sociais. Precisamos ajudar”, finalizou.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img