Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Leo de Brito questiona política ambiental de Bolsonaro em dia de discurso do presidente na cúpula de líderes sobre o clima

Avatar

Publicado

on

Em pronunciamento na sessão desta quinta-feira, 22, da Câmara dos Deputados, o deputado federal Leo de Brito (PT-AC), questionou a política ambiental de Bolsonaro em dia de discurso do presidente na Cúpula de Líderes sobre o clima.

O evento ocorre dias 22 e 23 de abril e será realizado integralmente em ambiente virtual, com Joe Biden como anfitrião. Além do presidente dos Estados Unidos, outros 40 representantes foram convidados. A cúpula terá o papel estratégico de estimular a criação de planos por parte das maiores economias para reduzir as emissões de poluentes e gás carbônico até 2030.

Leo de Brito falou do desmonte da política ambiental no Brasil que vem ocorrendo no atual governo e da imagem negativa do país perante o mundo, e lembrou dos avanços registrados nessa área nos governos de Lula e Dilma.

“O Brasil já foi um grande líder na discussão ambiental, de 2004 a 2015 os governos do Partido dos Trabalhadores reduziram o desmatamento da Amazônia em 79%, em 2009 na conferência de Copenhague apresentou metas voluntárias que incentivaram outros países a implementar ações que redundaram no Acordo do Clima de 2015 e hoje somos considerados pária do clima global. O desmatamento teve novo recorde, foram 216% de aumento em relação a 2020, estamos vivendo um verdadeiro retrocesso, o governo Bolsonaro está passando a boiada, somos vergonha mundial, o que foi apresentado pelo presidente Bolsonaro na cúpula de líderes é mentiroso, puro jogo de retórica”, disse Leo de Brito.

O parlamentar acreano fez referência aos escândalos envolvendo o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, a exoneração do superintendente da Polícia Federal do Amazonas, a omissão do governo e as dezenas de denuncias de crimes ambientais.

“O desmantelamento da agenda climática brasileira, inclusive com redução das metas no acordo do clima tem redundado inclusive em prejuízos comerciais para o nosso país, quem atesta isso é a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o que tem prejudicado o acordo entre o Mercosul e a União Europeia, Bolsonaro não vai enganar ninguém com suas mentiras”, finalizou.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas