Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Opinião

“A Quaresma do Gladson”, diz Antônio Klemer em artigo sobre coronavírus

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Por Antônio Klemer

Quando deifé, lai vem o Gladson Cameli, amoitado com a Mulher e um bruguelim – que está sempre nas selfies – num vídeo, gravado, ao que parece, dendicasa! Depois, outro…outro.

De todas as pessoas aquarentenadas do Acre o Governador do Estado dá as parença de ser quem melhor está aproveitando a reclusão, sabaticamente, com penitência e tudo, certamente, como conviria aos cristãos quebrantados, a pão e água, e cinzas!

Gladson Cameli deve estar vivendo o melhor momento do mandato, porque só aparecia em público com cara de pão de ontem, com o semblante descaído de quem contraiu o pior vírus do Poder, o “ Carona Vírus”. O isolamento social – ou seja – de grande parte dos seus convivas, definitivamente está dando a ele tempo para pensar, meditar, se arrepender e…governar.

Todos erram, ele erra também e não é pouco, mas, convenhamos, tem se saído bem!

Tem replicado no Estado os bons e coerentes atos administrativos que se exigem no momento atípico, excepcional: edita decretos para antever vexames maiores do Setor Produtivo, concede no que tange aos direitos dos funcionários públicos e demais contribuintes, bem como ainda enfrenta o Presidente Bolsonaro com a cortesia de aliado. Ele aceita empurrões calado, mas age como protagonista em comando do Estado que lhe elegeu. Foi corajoso ao não dar o conselho enfático a que todos voltemos ao trabalho. Ora, prudência e caldo de galinha…

Gladson Cameli está se saindo bem melhor desacompanhado do que cercado de conselheiros, a maioria “caronas” de momento. Antes da Pandemia aparecia nos vídeos atubibado, como que ficando abirobado de tanta pressão, visivelmente administrando no varejo, a mercê dos aliados. A última que me contaram a respeito da vida de governador foi de um idoso de Rodriguealve , que pediu ao Tião Viana que lhe arranjasse uma mulher para casar. “ Até uma de 40 anos serve!”, teria dito o Véi Pidão.

Fato é que o Acre já estava em calamidade pública, inclusive na Saúde, muito antes da quarentena! Mas os críticos que escaparem da “Gripezinha” terão todo o tempo do mundo para tacar o pau. Neste momento, o Governante precisa mais de apoio do que de peia. E o político que achar que esta é uma boa hora para nadar de braçada na desgraça do Governo não imagina como a grandeza de espírito público pode ganhar votos!

Longe dos aliados, na clausura da Quaresma, o Gladson Cameli, portanto, se sai melhor sozinho do que malacompanhado.Vai lá, Garoto, pois longe de alguns dos seus amigos nem inimigos você tem!
Quando terminar isso tudo…quando tudo isso tudo passar isso tudo terá passado!

Antônio Klemer é acreano, jornalista, diretor do Sistema de Comunicação da Assembleia de Deus em Rio Branco, e pastor.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas