Vereador João Marcos Luz diz que Rio Branco pode ficar sem coleta de lixo

0

O vereador João Marcos Luz (MDB) usou a tribuna nesta terça-feira, 14 de maio, para pedir celeridade à Prefeitura em relação ao prazo para abertura de licitação para contratação de empresa de coleta de lixo. O emedebista que vem realizando visitas constantemente aos prestadores de serviço da cidade de Rio Branco, foi na última segunda-feira, até a Limpebras, empresa responsável pela coleta de lixo em Rio Branco. O vereador está preocupado com a possibilidade dos coletores de lixo ficarem desempregados e a população sem o bom serviço prestado por eles, tornando Rio Branco um caos.

“Como é de costume, a gestão pública municipal falha naquilo que é seu dever: estar atenta aos prazos na administração. O contrato de cinco anos com a empresa coletora de lixo já venceu. E pior, o contrato emergencial de um ano, agora só faltam apenas seis meses para ser encerrado. Já era para ter iniciado a licitação há bastante tempo pois há muita burocracia, e, desta forma, irá passar do prazo, deixando a população sem a coleta de lixo no início de 2020 e os coletores sem emprego”, frisou.

Luz lamentou a demora da Prefeitura, e afirmou que se o Poder Público não agir, a maior prejudicada será a população rio-branquense pela falta de planejamento da gestão atual do Município.

“Se for abrir licitação hoje é possível que Rio Branco fique sem coleta de lixo no ano que vem por morosidade da gestão publica. Uma gestão pública que não tem condições de fazer licitação para uma área tão importante, não tem planejamento. Não podemos passar por isso mais uma vez. Hoje temos uma empresa eficiente, mas a Prefeitura parece não estar satisfeita. A Prefeitura tem que se atentar ao prazo, caso contrário, vamos voltar ao caos no ano que vem”, declarou.

Assessoria

Comentários

comentários