Juíza dá 15 dias para Jarude apresentar provas do caso do jatinho alugado por Gladson

0

A juíza de Direito da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco, Zenair Ferreira Bueno, deu um prazo, que começou a contar na segunda-feira (15), de 15 dias para que o vereador Emerson Jarude (sem partido) apresente provas de que o governador Gladson Cameli comete ato lesivo ao Estado ao supostamente alugar um jatinho.

A magistrada afirmou que Jarude terá 15 dias, sob pena de indeferimento, para juntar aos autos a prova da existência do ato lesivo que pretende suspender através da ação popular que impetrou na última semana.

“Tendo em vista que as matérias jornalísticas que instruíram a exordial não se prestam como documentação indispensável à propositura da presente ação popular, nos termos do artigo 320 do CPC”, diz em trecho do despacho.

Jarude afirmou em sessão legislativa no último dia 11 que a Ação Popular é uma medida de proteger o dinheiro público, que, segundo ele, estaria sendo gasto de forma indevida com o aluguel de um jatinho no valor de mais de R$ 5 milhões para o governador.

“Verificamos que com essa quantia dá pra comprar mais de 3 mil passagens no valor de R$ 1.500 reais. Nós estamos vivendo um momento de crise, que vem sendo demonstrada pelo próprio Governo a partir do momento que decreta calamidade pública na saúde, e que parcela o 13º salário dos servidores. A licitação de um jatinho vai na contramão de tudo isso”, afirma.

Comentários

comentários