Suspeito de ameaçar juíza de morte é preso em hospital de Rio Branco

Máximo Feijó de Souza foi preso em Rio Branco quando saía de um hospital, nesta quarta-feira (7). Homem é investigado ainda por três homicídios

0
Máximo de Souza foi preso em Rio Branco após investigação da delegacia de Acrelândia — Foto: Divulgação/Polícia Civil do Acre

Máximo Feijó de Souza foi preso em Rio Branco quando saía de um hospital, nesta quarta-feira (7). Procurado por três homicídios, roubo e organização criminosa, Souza tinha ido visitar o filho recém-nascido quando foi preso.

Uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) fez a prisão do suspeito a pedido da delegacia de Acrelândia, interior do Acre, onde os crimes foram praticados.

“Em um dos homicídios é acusado de ser o mandante, o nome da vítima era Robinho, em Acrelândia no ano passado. Era procurado por três homicídios, é sentenciado por roubo, e estava foragido. Tem participação em organização criminosa também, seria um espécie de líder, tanto na cidade de Acrelândia e Plácido de Castro”, afirmou o delegado Samuel Mendes, responsável pelas investigações.

Mendes contou também que o suspeito teria ameaçado uma juíza de Acrelândia de morte. O homem estava há mais de um ano foragido da polícia. “Segundo ele falou, foi por causa da atuação dela contra a organização criminosa”, frisou.

Com informações do G1

Comentários

comentários