Mais de 70 bois morrem em estação de captação de água do Depasa em Plácido de Castro

0

Moradores do município Plácido de Castro, localizado a quase 100 quilômetros de distância da capital acreana, relatam um caso de negligência por parte do Departamento de Pavimentação e Saneamento do Acre (Depasa) da cidade. A situação teria ocorrido no último domingo, dia 8, na estação de captação de água do órgão, que fica próxima a uma propriedade rural, sem qualquer tela de proteção.

Ao menos 75 bois morreram, supostamente, eletrocutados. Moradores afirmam que os bois teriam se assustado e entrado na água. Como a bomba do Depasa estava ligada, os animais acabaram morrendo eletrocutados. Vídeos enviados ao ac24horas mostram o momento em que os animais são jogados numa cova, com auxílio de um trator.

“Já tiraram 70 bois da água, mas ainda tem animal lá dentro. O cheiro está insuportável, a água tá ‘podre’”, disseram. Os denunciantes preferem não se identificar, pois a prefeitura de Plácido estaria abafando o caso. Segundo eles, a maior parte dos moradores ainda não sabe do caso. “O prefeito está escondendo o caso. Tudo abafado. A população não sabe”.

Os bois seriam do dono da propriedade onde está a estação de captação da água, conhecida na região como ‘Açude do Depasa’. Um vídeo divulgado supostamente pelo proprietário dos animais relata que os bois teriam sido mortos por matadores, com auxílio de arma de fogo. Entretanto, um morador garante que não foi isso que aconteceu. “Ele quer justificar o erro. Foi uma bomba ligada na estação de captação de água”.

O local onde os bois teriam morrido consiste na estação de captação de água, onde ficam os equipamentos e instalações que retiram a água de um manancial e a joga no sistema de abastecimento.

AC24horas

Comentários

comentários