Presos há quase 20 dias, prefeitos sofrem derrotas nas urnas

0
Prefeitos estão presos acusados de fraude em licitações
Prefeitos estão presos acusados de fraude em licitações

Presos há quase 20 dias, os prefeitos de Plácido de Castro, Roney Firmino (PR), Santa Rosa do Purus, Rivelino Mota (PR), e Bujari, Toinheiro (PT), sofreram monumentais derrotas na eleição de domingo (2).

Roney amargou o terceiro lugar rumo à reeleição com 2.247 votos. Rivelino Mota, que disputava a reeleição em Santa Rosa, ficou em último lugar com 36 votos, e o Toinheiro não conseguiu eleger o sucessor Clóvis Melo (PT), que obteve apenas 1.145 votos.

Os prefeitos que já estavam em campanha eleitoral rumo à reeleição foram presos no dia 14 de setembro durante desencadeamento da “Operação Labor”, deflagrada pela Polícia Federal.

A operação investigou uma organização criminosa acusada de fraudar licitações. Os prefeitos foram acusados de ser os chefes do esquema que deixou um rombo nos cofres públicos de R$ 3 milhões.

Comentários

comentários