“Bujari está sitiada após ‘salve’ de facção e o Estado é inoperante”, denuncia Nelson Sales

0

O deputado Nelson Sales denunciou da tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na manhã desta terça-feira (8) para afirmar que obteve a informação de que por volta das 10 horas da manhã uma das facções criminosas que atuam no estado deram um “salve”, uma espécie de aviso do crime, para que todos os moradores da cidade do Bujari se recolham imediatamente dentro de suas casas.

O parlamentar classificou o “salve” como um absurdo, que deixará os moradores sitiados e apavorados e afirmou que o Estado tem se mostrado inoperante diante do crescimento do crime no Acre.

“Estamos no limite de um governo inoperante. Olha a que ponto chegamos, ter uma cidade inteira ameaçada, sitiada, todos com medo. Não é um bairro ameaçado, é uma cidade inteira. Não podemos aceitar isso”, diz.

Sales elogiou os policiais civis, militares e agentes penintenciários que lidam diariamente no enfrentamento à violência e não poupou críticas aos gestores da pasta de Segurança Pública do Acre.

“Temos que agradecer aqueles que vão às ruas enfrentar o crime, pessoas que se arriscam, a eles, sim, temos que agradecer, mas precisamos que a cúpula da segurança tome providências, faça investimentos. Essa equipe de segurança já deveria ter pedido para sair”, diz.

O parlamentar criticou o pouco investimento que é feito na área de inteligência e frisou que o governo petista não pode culpar apenas o governo federal pelo aumento da violência.

“É verdade sim que as fronteiras estão vulneráveis, mas quem estão ordenando esses crimes são pessoas que estão sob a guarda do Estado, que estão presas. E enquanto tudo isso está acontecendo, ataques e mortes, o governo gasta apenas R$ 100 mil com inteligência”, desabafa.

Comentários

comentários