sábado, julho 24, 2021
19.3 C
Rio Branco
sábado 24 julho 2021

Jefferson Barroso entrega direção no PDT alegando suposta represália de Tchê

POR

Jefferson Barroso, resolveu após ser exonerado da função de chefe de departamento que ocupava na Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), sem qualquer comunicação prévia da direção do Partido Democrático Trabalhista (PDT) entrega os cargos de presidente da executiva municipal e da Fundação Leonel Brizola.

Barroso alega que o deputado estadual Luiz Tchê não foi leal. Segundo ele, em um almoço, o deputado teria pressionado para ele apoiar sua candidatura a reeleição. Porém, Barroso resistiu.

Como represália, Jefferson acabou sendo exonerado do governo, após Tchê pedir o cargo. Porém, não comunicou o dirigente da decisão.

Veja a carta:

Carta de Renúncia da Presidência da Executiva Municipal do PDT em Rio Branco; e da Presidência da Fundação Leonel Brizola e Alberto Pascalini

Ao Presidente de minha Executiva Estadual, que outrora teve minha total admiração, faço gratidão ao tempo que ocupei a oportunidade partidária das funções me atribuídas em mandato e gestão, a fim de que acordialidade volte a reinar entre nós, quando a coragem de me ligar encontrá-lo, lhe lembrarei que teria entregue quaisquer uma de minhas funções, se a respeitabilidade de minhas renúncias anteriores o tivesse rememorado minhas contribuições partidárias.

Ajudei na modernização de um político antigo, e dediquei imensa devoção para o processo de esperança pedetista, ao ponto em que hoje presto resposta familiar e aos amigos, de que minha descontinuidade na gestão ocorreu sem sequer aviso prévio de minhas instâncias partidárias, em ato de represália a minha franca posição, que durante um almoço escutei: “acho natural que você me apoie para a reeleição”, no que verbalizei de resposta: “acho natural que eu seja candidato, ou, apoie alguém de minha escolha”. Tolir minhas intenções de forma velada é uma característica por mim identificada desde eleições anteriores em nosso partido, e não se revigora mais minha esperança em conviver com partícipes que compactuam boicotes, silêncio ou atos partidários traiçoeiros. Atrapalhar minha chegada é o plano de quem não compactua com minha liderança esperançosa e dedicação humana em defender igualdade.

Não sou uma pedra de xadrez e nem uma carta de pôquer, e imensamente combato a “democracia” da mordaça, e também entendo a omissa dependência do silêncio de alguns, que aliadas à expectativas, trocaram a construção partidária pela dependência ao mandato. Os desejo coragem para as próximas eleições e o estímulo genuíno de que nosso partido aposente políticos e renove seus quadros.

Imensamente lamento represálias planejadas de um partido a qual antes de meu afastamento, minha dedicação desenvou métricas de Governar o Acre em 12 anos, em um cenário a qual práticas de mandato cornubaram-se com gestão partidárias, em uma centralização decisória e familiar que afasta a maioria dos mandatários do centro das decisões.

Por considerar-se-á, minha esperança ainda é a mesma de meu primeiro dia de filiado, aliada a coragem de ter disputado a primeira eleição com a idade mínima, na franca honestidade de ter contrariado uma unidade fadigada, tal qual diz Saramago, do princípio da cegueira, científico que confiei o tempo necessário até a natureza de alguns objetiva-se. Saudações pedetistas e meu pedido protocolar de afastamento.

Nota Técnica:

Sobre a Executiva Municipal de Rio Branco: Rio Branco tem hoje três vereadores eleitos na capital, e fiz meu esforço na construção de toda nominata, no que considera- se – á dedicação a cada candidato (a).

Sobre a Fundação Leonel Brizola: participei de toda a ideação do “PDT Acre + 12 anos de Futuro”, em articulação degestão em que meu partido sonhava em materializar metas, perspectivas e plano de cuidar do Acre.

Sobre minha renúncia em 2020: no momento de pré-convenção para disputa da PMRB, retirei meu nome após um pedido do Consultor Jurídico Felipe Sandri, com anuência em sala do Deputado José Luís (Tchê). Me abstive de exposições externas para a imprensa, após meses de uma intenção real em disputar.

Peço que à secretária que se faça encaminhamento de minha carta aos anexos, no que considerar-á minha contribuição pedetista a partir de então, na condição de filiado, sem funções partidárias.

Rio Branco – Acre, 18 de junho de 2021.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img