Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Geral

Homem é preso suspeito de estuprar mulher e tentar abusar da filha dela de 11 anos no interior do Acre

Kenedi Rodigues

Publicado

on

Mulher estava em casa com as filhas de 11 e 3 anos quando suspeito invadiu o lugar e usou um facão para ameaçar a vítima. Crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira (27) em Marechal Thaumaturgo. Suspeito foi levado pela Polícia Civil para Cruzeiro do Sul.

Um homem de 30 anos foi preso pela Polícia Militar de Marechal Thaumaturgo, interior do Acre, suspeito de estuprar uma mulher e tentar abusar da filha dela de 11 anos. O crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira (27) e o suspeito foi encontrado horas depois em uma praça da cidade.

O suspeito foi levado pela Polícia Civil de helicóptero para a cidade de Cruzeiro do Sul, também no interior, para ser ouvido e prestar os esclarecimentos.

A PM-AC explicou que o suspeito chegou na casa da mulher, no Ramal da Olaria, zona urbana do município, na companhia de mais dois homens. Um desses homens era conhecido da vítima e pediu para fazer uso de bebida alcoólica na frente da casa dela, que autorizou.

“Por volta das quatro ou cinco da manhã, ele [suspeito] entrou na residência e, de uso facão, a forçou a ter relações sexuais com ele”, relatou o comandante da PM-AC na cidade, tenente Odair José Nogueira de Miranda.

Suspeito não conseguiu tirar roupa de criança
Ainda segundo a polícia, após abusar da mãe, o criminoso foi em direção da menina de 11 anos e tentou tirar a roupa da vítima. A criança vestia um macacão no momento e o suspeito não teria conseguido retirar a vestimenta.

“Não satisfeito, ainda tentou contra uma das filhas dela, a menina de 11 anos, mas não conseguiu porque ela estava de macacão e não chegou a tirar a roupa dela. Mas, fez outras coisas”, confirmou.

Filhas presenciaram crime

A vítima contou à polícia que mora sozinha com as duas filhas, a de 11, e uma menor de 3 anos. As meninas teriam, inclusive, presenciado todo o crime. Após se livrar do suspeito, a mulher correu com a filha pequena gritando por socorro e o criminoso fugiu.

“Ela tem 26 anos, mora sozinha com as filhas. No momento em que tentava com a menina de 11 anos, conseguiu correr com a filha menor aos gritos, alguém ouviu e soltou a menina e correu com o celular dela e o terçado”, acrescentou.

A mulher e as crianças foram levadas para o hospital da cidade. Elas passaram por exames, que confirmaram o abuso na mãe. Os dois amigos do suspeito também foram conduzidos para prestar esclarecimentos, mas liberados por não terem participação no crime

“Ela veio, conversou comigo, reuni a guarnição e fomos atrás dele. Logramos êxito em encontrá-lo próximo de uma praça onde ficam alguns desocupados. Ele confessou o crime. Fizeram exames aqui, corpo de delito no autor e nas vítimas”, concluiu.

Suspeito foi transportado de helicóptero de Marechal Thaumaturgo para Cruzeiro do Sul — Foto: Polícia Civil do Acre/Arquivo

Suspeito foi transportado de helicóptero de Marechal Thaumaturgo para Cruzeiro do Sul — Foto: Polícia Civil do Acre/Arquivo

Depoimento

Em depoimento, o suspeito alegou que tinha combinado de ficar com a mulher após a bebedeira. Segundo ele, a vítima teria aceitado inicialmente a relação sexual, mas houve algum desentendimento e ela acabou desistindo.

“A princípio, havia concordado com o ato sexual, e acabou desistindo. Nisso ele ficou com raiva e pegou um facão e foi para cima dela. Ameaçada, acabou cedendo, houve a conjunção carnal. Com relação a filha, ele teria passado a mão”, afirmou o delegado responsável pelo caso, Heverton Carvalho.

O delegado acrescentou que o suspeito foi indiciado por estupro e estupro de vulnerável. Uma escrivão da Polícia Civil também foi levada até a cidade e pegou o depoimento das vítimas.

“Já fez o depoimento especial da menina também. Caso está sendo encaminhado para o Judiciário. Consumou o ato com o facão na mão, ficou por baixo e ele com o facão por cima dela. As crianças presenciaram isso. Ele já tem passagem na Justiça no Amazonas, que falou que é por roubo e tráfico”, concluiu.

G1 AC

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas