Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cruzeiro do Sul

Agricultora viaja 60 km com a filha deficiente e se desespera ao encontrar agência do INSS fechada no Acre

Redação Folha do Acre

Publicado

on

A notícia de que as agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) reabririam a partir desta segunda-feira (14) deu esperança a muitos beneficiários. Uma dessas pessoas foi a agricultora Maria Viana da Silva, de 58 anos, que saiu da zona rural de Rodrigues para tentar atendimento na cidade vizinha de Cruzeiro do Sul e não conseguiu. Ela saiu da agência aos prantos, com filha de 13 anos no colo.

No estado, apenas uma agência do INSS, que fica na capital Rio Branco, retomou os atendimentos presenciais.

Essa era a segunda vez que Maria tentava resolver a situação da filha adolescente, que tem paralisia cerebral e está com o benefício suspenso desde abril.

Para chegar até Cruzeiro Sul, Maria viajou cerca de 60 quilômetros e gastou R$ 300 de táxi. A agricultora mora na Comunidade Agrovila Muju.

Ao saber que apenas uma agência no estado inteiro estava atendendo, Maria não se conteve e chorou.

“Fico sofrendo de viagem com minha filha, carrego ela nos braços, ela não fala, não escuta. Estou lutando pelo direito da minha filha. Falaram que tem que fazer a perícia presencial, se eu pudesse resolver sozinha, mas tenho que trazê-la. Não é fácil para uma mãe lutar, quando fica sem remédio ela não dorme. Fico à noite acordada com ela. Somos pobres, mas não somos cachorros”, lamentou.

G1

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas