Polícia Civil investiga esquema que desviou material para construir escola no Bujari

0
Ex-gestores foram conduzidos à Delegacia/FOTOS: Divulgação

Dois ex-prefeitos e dois ex-vereadores de Bujari, foram conduzidos coercitivamente à Delegacia de Polícia Civil daquele município, na manhã desta quarta-feira (5), para prestarem esclarecimentos a cerca do recurso de uma escola que era pra ter sido entregue ano passado e que até hoje eles não haviam prestado contas. O material de construção “sumiu” e a escola não foi erguida. O valor total em dinheiro desviado ainda está sendo apurado.

A polícia constatou, que o material que seria utilizado para a construção de uma escola no assentamento Walter Asser, na zona rural do município, foi desviado para outras obras. Os investigados são, Antonio Raimundo de Brito Ramos, conhecido no meio político como “Tonheiro do PT”, e os ex-vereadores Celso do Condoma (PRB), Adaildo (PT), e Elias Daier, antigo secretário de educação que faz parte da atual gestão como secretário de planejamento.

O presidente da Associação dos Produtores Rurais do Polo Antônio de Holanda (APRPAH), José Maria, também prestou depoimento. O delegado Pedro Rezende falou sobre o caso. Segundo ele, as investigações devem continuar. “Era pra serem construídas duas escolas, fomos imloco e vimos que só têm uma escola construída e começamos a investigação e descobrimos que parte do material de construção da segunda escola foi realmente desviado”, afirmou.

Políticos participaram da entrega de apenas uma escola/FOTO: Divulgação

Comentários

comentários