Vereadores repudiam ataques do deputado Eber Machado sobre tarifa de ônibus

0

Os vereadores Célio Gadelha (PSDB) em companhia de N. LIMA (SEM PARTIDO), Roberto Duarte (MDB) e Eduardo Farias (PCdoB) criticaram hoje (16) os posicionamentos do deputado da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Eber Machado (PSDC), sobre o imbróglio do aumento da passagem de ônibus do transporte público de Rio Branco.

Machado teria proferido críticas, durante entrevista, à Câmara de Rio Branco sobre o poder de escolha sobre o valor da tarifa de ônibus da capital. Não demorou muito para que o posicionamento chegasse aos ouvidos dos vereadores no parlamento-mirim. O vereador Célio Gadelha foi o responsável por trazer o tema aos pares.

Segundo Gadelha, o deputado Eber Machado disparou críticas, de forma global, aos vereadores que votaram pela criação do conselho tarifário. Segundo Gadelha, apenas Lene Petecão (PSD) e o próprio tucano não apoiaram a ideia. O esclarecimento, de imediato, foi acompanhado por várias críticas proferidas até mesmo por um dos vereadores que é ligado ao partido da Frente Popular do Acre (FPA).

O vereador Eduardo Farias (PCdoB) disse que Eber Machado entrou no debate para fazer politicagem tendo em vista seus interesses entorno das eleições de outubro. “São tudo farinha do mesmo saco. Quando o Eber Machado fala sobre esse assunto, visa um interesse eleitoreiro, como muitos puxam esse debate nesta casa. Essa casa nunca definiu debate sobre valor de tarifa de ônibus. Pra mim é evidente que a repercussão disso a se chamar politicagem”, disparou Farias.

Já Roberto Duarte disse que “virou moda os deputados da Aleac criticarem os vereadores dessa casa. Eu acho importante entrarem no debate, se for para debater”.

Não muito diferente, o vereador N. Lima foi ainda mais duro nas suas conclusões. Ele mandou um recado direcional a Eber Machado e comentou que os vereadores vêm fazendo bons debates, sobretudo, na esfera estadual.

“Quero dizer ao deputado que deve se preocupar na Assembleia. Nós fizemos ontem o serviço de cidadão, algo que eles não fazem. Provocamos eles, os deputados a tomarem providência do governo do PT. A discussão da passagem é do PT. Quando eles falam da câmara, fale que realmente trouxe a proposta e quem votou. Oposição foi contra ao projeto sobre o projeto tarifário. Nós estamos pautando com responsabilidade, com dados, indiscutíveis o desgoverno do PT na prefeitura e no estado”, disparou.

Logo após as discussões, a sessão do dia foi suspensa pela Mesa Diretora da Câmara.

Comentários

comentários