Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Recepcionista de UBS Maria Kinderlly foi autorizada a tomar vacina contra Covid

Gina Menezes

Publicado

on

Nota de Retratação

A editoria da Folha do Acre reconhece que errou na matéria a respeito da jovem Maria Kimderly que teria furado a fila para receber a vacinação contra a Covid-19 em Sena Madureira.

Embora não seja médica, nem enfermeira e nem a Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre) explique os critérios de vacinação, vale frisar que, segundo a própria Maria, ela trabalha como recepcionista em uma unidade de saúde o que a tornaria prioritária por atender pacientes que buscam o posto de saúde.

A reportagem tentou por inúmeras vezes contato com a Sesacre para saber quais os critérios de prioridade dentro do próprio grupo da saúde, haja vista que a vacinação por enquanto cubriu apenas 30% dos profissionais, o que não atende por completo nem médicos e enfermeiros que têm contato direto com pacientes. Erramos por não termos em mão esta lista misteriosa de critérios.

Vale citar que a exemplo de outros estados como o Amazonas os critérios de prioridades são para médicos e enfermeiros e, inclusive, duas médicas recém-formadas que furaram a fila não irão tomar a segunda dose da vacina.

Nosso compromisso não é com o erro e, tampouco, a intenção é atacar a ou b, entendemos que o problema é maior que isso e cabe a nós como imprensa buscar a realidade dos fatos junto à Sesacre como temos feito para saber quem realmente é prioridade e porque alguns médicos e enfermeiros não foram vacinados.

No mais, se Maria recebeu autorização da Sesacre ou da Secretaria de Saúde de sua cidade para ser imunizada cabe aos gestores da saúde explicarem o fato.

À Maria nosso pedido de desculpas.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas