Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

Mara nega que tenha 30 indicações no governo, manda Gladson “engolir cargos” e governador responde: “politiqueira”

Redação Folha do Acre

Publicado

on

A deputada federal Mara Rocha (PSDB) e o governador do Acre, Gladson Cameli (PP), tiveram uma discussão acalorada no domingo (23) através do aplicativo de mensagens WhatsApp.

Segundo informações de pessoas ligadas aos dois políticos, a discussão ocorreu após o vazamento de uma lista contendo 30 nomes, que supostamente seriam ligados à deputada, e que já teriam data para exonerações.

Logo após o vazamento da lista, Mara Rocha negou que tenha indicado 30 pessoas para ocuparem cargos em comissão no governo, que varia de CEC-1 até chefias de departamentos com salários de R$ 12 mil reais.

A reportagem da Folha do Acre teve acesso a mensagem que teria sido enviada por Mara para o governador.

“Bom dia “excelentíssimo” governador! Engula seus cargos e aproveite e comunique as pessoas que fizeram as indicações usando meu nome. Pare de picuinhas. Isso não é papel de um governador. Seu governo é fraco, um fiasco e não mostrou a que veio. As pessoas estão morrendo sem medicamentos, atendimento e estão jogadas nos hospitais. Seu sorriso falso e seus discursos vazios não vão enganar a população por muito tempo. Vai cumprir o papel para o qual o você foi eleito. Um estado não é brinquedo de menino rico para você brincar de reizinho!”, escreveu a deputada.

O governador não deixou barato e retrucou: “Você é uma babaca. Quanto te devo? Mal amada”.

A Folha do Acre também teve acesso a um áudio que Gladson enviou para a deputada federal a chamando de “politiqueirazinha”.

Vale lembrar que Gladson e o vice-governador, Wherles Rocha, irmão de Mara, andaram se desentendendo por causa das exonerações e novas nomeações da pasta da Segurança Pública.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas