12 junho 2024

Acreanos foragidos no RN queriam criar uma nova facção e tentaram matar líderes do CV

Redação Folha do Acre

Date:

Desde a última quarta-feira (14), os detentos acreanos Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral, que fugiram do Presídio de Segurança Máxima de Mossoró, teriam supostamente planejado um ataque contra líderes de sua própria facção, o Comando Vermelho (CV).

A intenção dos foragidos seria estabelecer uma nova facção criminosa. A informação foi divulgada pelo site Metrópoles, que também revelou que a dupla agora está sendo alvo de ameaças de morte por parte das lideranças do CV.

A ordem para eliminar Rogério e Deibson teria sido emitida por Railan Silva dos Santos e Selmir da Silva Almeida Melo, líderes do CV, que foram transferidos do Acre para o presídio em Mossoró em setembro de 2023, após a rebelião no presídio Antônio Amaro, em Rio Branco. Durante a rebelião, Railan Silva teria negociado com a polícia através de um rádio comunicador e monitorado a ação dos agentes por meio das câmeras do presídio.

Os planos de Deibson e Rogério, que visavam assassinar os líderes do CV, Railan e Selmir, e criar uma nova facção, foram frustrados, resultando na expulsão da dupla e em ameaças de morte por parte da própria organização criminosa.

Últimas