23 junho 2024

Fotógrafo do AC denuncia Energisa após receber talão de R$ 818 mesmo passando 15 dias fora de casa

Por Aikon Vitor, da Folha do Acre

Date:

Em uma denúncia feita em seu perfil pessoal no Instagram no último dia 20, o jovem fotógrafo Yago Salmem Ayache, de 20 anos, relata uma série de problemas com a empresa de forncimento de energia Energisa. O consumidor, que reside sozinho, ficou perplexo ao receber uma conta de luz no valor exorbitante de R$ 818,79, mesmo segundo ele, o mesmo teria passado 15 dias fora de casa durante um período de viagem.

O cliente destaca que, no mês anterior, solicitou uma vistoria que não foi realizada pela Energisa, e até o momento não recebeu justificativa para o descumprimento do serviço. Além disso, expressa sua insatisfação com o atendimento ao cliente, destacando a falta de transparência e a dificuldade em obter informações sobre a vistoria pendente.

A indignação do consumidor se agrava ao relatar a dificuldade em entrar em contato com a gerente da unidade responsável (Getúlio Vargas), sendo informado de que ela não se encontrava no local. O cliente expressa sua frustração ao se sentir “refém” de uma empresa cujo ele afirma que tem um atendimento classificado como “malfeito” e “displicente”.

A situação se intensifica com a alegação de que nos últimos três meses, mesmo questionando os valores das contas de energia, o consumidor efetuou os pagamentos sem obter esclarecimentos satisfatórios. O cliente caracteriza a empresa como “patética” e “mercenária”, ressaltando a insatisfação geral com a qualidade do serviço prestado.

Diante dessas circunstâncias, Yago relatou que já tomou medidas adicionais ao solicitar uma nova vistoria, mas a empresa estabeleceu um prazo de 30 dias, causando preocupação, especialmente considerando que a próxima conta vence em breve.

A equipe de reportagem da Folha do Acre entrou em contato com a assessoria de imprensa da Energisa para obter um posicionamento da empresa sobre o caso.

“Olha só, primeiro é importante entender o caso do cliente”, destacou a assessoria. Preciso de dados para repassar ao atendimento e levantar as informações. A Unidade Consumidora do cliente em questão é essencial”.

A assessoria da empresa enfatizou que essa abordagem é crucial para oferecer a melhor resposta tanto para o cliente quanto para o veículo de comunicação.

“Até mesmo para dar a resposta da melhor forma possível, considerando os diversos fatores que seriam complicados de abordar sem conhecer os detalhes do caso! Entende?”, concluiu a assessoria.

O espaço segue aberto para os devidos esclarecimentos da Energisa.

Nota

A Energisa informa que a conta de energia do cliente é referente a 40 dias de consumo da unidade consumidora. A ampliação desse prazo se deu por conta da troca de titularidade solicitada pelo cliente em janeiro.

A Distribuidora destaca ainda que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) estabelece os prazos mínimo de 15 dias e máximo 45 dias para registro de consumo.

A Energisa esclarece que em caso de dúvida ou solicitação de serviços o cliente deve entrar em contato através dos canais de atendimento: aplicativo Energisa ON, Gisa (www.gisa.energisa.com.br), call center 0800-647-7196 ou uma das agências de atendimento presencial.

Últimas