20 junho 2024

Cerca de 400 famílias indígenas em 23 aldeias foram afetadas pela cheia dos rios no Acre, diz governo

Por Kauã Lucca, da Folha do Acre

Date:

De acordo com o governo do Estado do Acre, pelo menos vinte e três aldeias indígenas no Alto Rio Purus já foram afetadas pelas cheias dos rios no Acre. De acordo com dados repassados pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) ao governo do Acre, até este domingo, 25, cerca de 400 famílias indígenas já haviam sido afetadas pelas águas que tomam os rios Iaco, Purus e igarapés da região.

Entre as famílias indígenas atingidas, estão as etnias Jaminawa, Kaxarari, Huni Kui e Manchineri. Algumas comunidades sofrem nesse momento com o isolamento causado pelas cheias. No atual cenário, a Terra Indígena Mamoadate, que abrange Sena Madureira e Assis Brasil, é uma das mais afetadas.

O governo do Estado se reuniu neste domingo, 25, para traçar estratégias para amenizar a situação e criar uma força-tarefa visando diminuir os impactos nas comunidades.

A reunião liderada pelo secretário de Estado de Governo (Segov), Alysson Bestene, contou com a participação da Secretaria Extraordinária de Povos Indígenas do Estado (Sepi).

participaram da reunião, representantes dos Dsei, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Casa Civil, Secretaria de Saúde Indígena (Sesai), Secretaria de Meio Ambiente (Sema).

Por Kauã Lucca, da Folha do Acre

Últimas