24 julho 2024

Jovem com esquizofrenia que ameaçava a mãe é baleado em ação policial no Acre

Redação

Date:

Antônio Dieferson, de 26 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo durante uma abordagem policial na região do Segundo Distrito de Feijó, interior do estado, no sábado (2).

Segundo a família, o jovem tem problema com uso de entorpecentes e também sofre com problemas mentais há mais de 10 anos e, de vez em quando, tem surtos e acaba ficando violento. Inclusive, o g1 contou a história dele em 2015, quando a mãe, desesperada, acorrentou o filho para evitar que ele roubasse e usasse drogas.

No último sábado (2) durante o dia, a polícia acabou sendo chamada, para tentar conter o homem que estaria inclusive sendo violento com familiares.

À noite, quando pela segunda vez, a polícia foi acionada pelo mesmo motivo, policiais tentavam dialogar com o jovem. Ele acabou tentando atingir um dos policias com uma faca quando foi atingido e caiu no meio da rua.

Um vídeo gravado por populares mostra toda a ação do homem e também da Polícia Militar. Após ferido, Antônio Dieferson foi levado para o hospital de Feijó, estabilizado e no domingo (3), foi transferido para o Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, onde passou por cirurgia.

Em nota, a Polícia Militar que foi acionada para atender uma ocorrência de briga generalizada. “Ao se aproximarem do local todos os suspeitos se evadiram, apenas um indivíduo ficou na rua, ele estava com um pedaço de madeira na mão e ameaçava os policiais. O indivíduo conseguiu adentrar no terreno onde mora e lá de dentro proferia palavrões e xingamentos ao policiais e atirava pedras, chegando a atingir o supercílio de um dos componentes da guarnição policial”, diz a nota.

Os militares então conseguiram acalmar o homem. Porém, à noite foram acionados novamente porque o mesmo homem estaria ameaçando a mãe. “Os militares foram ao local e o envolvido estava com uma faca (tipo de mesa) e um martelo nas mãos. Ao militares tentarem dialogar o homem arremessou o martelo na guarnição, quase atingindo os policiais.

G1

Últimas