26 fevereiro 2024

Agropecuária avança e PIB do Acre cresce 6,7% em 2021, o maior número dos últimos dez anos

Agência de Notícias do Acre

Date:

Em 2021, o Produto Interno Bruto – PIB do Estado do Acre, foi de R$ 21,3 bilhões e apresentou crescimento em volume de 6,7%, em relação ao ano anterior, o maior dos últimos dez anos. A participação do PIB acreano na economia brasileira manteve-se em 0,24%.

Entre os grupos de atividades econômicas, a Agropecuária apresentou o maior avanço, com crescimento de 34%. A participação dessa atividade no total do valor adicionado bruto do estado foi de 18,9%, o que representou um acréscimo de 12,2 pontos percentuais na comparação com o ano anterior.

O governador Gladson Cameli frisou que pretende alavancar esses números nos próximos anos.

“É um compromisso do nosso governo: cuidar das pessoas. E é isso que nós temos feitos durante essa gestão, vamos continuar fortalecendo a indústria, o homem do campo, sem esquecer da sustentabilidade, cumprindo o que rege a constituição, e sempre buscando levar emprego e renda para que as pessoas possam viver com dignidade no Acre”, pontuou o chefe do Executivo.

O resultado positivo no PIB foi influenciado principalmente pela Agricultura, principalmente o apoio à agricultura e pós-colheita, dado o aumento na produção de soja e milho. Na Pecuária, inclusive o apoio à Pecuária, houve crescimento de 5,4%, em termo de volume, influenciado pela criação de bovinos, principal segmento da atividade.

Os demais grupos de atividades econômicas apresentaram crescimento em volume, mas perderam participação na composição do PIB acreano em função do grande avanço da Agropecuária.

A Indústria apresentou crescimento de 9,3%, em termos de volume, contudo, a participação do setor no total do valor adicionado diminuiu em 1 ponto percentual, saindo de 8,1% em 2020 para 7,1% em 2021. O crescimento da indústria foi impulsionado sobretudo, pela indústria extrativista, que registrou variação em volume de 22,6%, seguido pelas atividades da área de Construção, com variação positiva 20,5%.

O setor de Serviços é o maior da economia do estado e corresponde a 74% do valor adicionado bruto, em 2021. Em relação ao ano anterior, houve queda na participação em 11,3 pontos percentuais, mesmo assim, em termos de volume, o setor apresentou um crescimento de 4,4%. O principal segmento deste setor é a Administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social, com uma participação de 34,4%, seguido pelo Comércio (12,7%) e Atividades imobiliárias (10,5%).

O Secretário de Planejamento, Ricardo Brandão, destaca que “apesar da crise do coronavírus, o governo do Acre, em parceria com o setor privado, conseguiu realizar ações estratégicas, como a desburocratização do licenciamento ambiental, que favoreceu a consolidação de diversas culturas agrícolas e manteve a economia aquecida, contribuindo para o maior crescimento do PIB acreano dos últimos dez anos”.

Últimas