26 fevereiro 2024

Com subsídio aprovado, Bocalom diz que cerca de 300 mil estudantes dependem do transporte público

Redação

Date:

“Nós transportamos mais de 300 mil estudantes todos os meses, então esse recurso de R$ 34 milhões é para pagar quase 20 milhões de estudantes”, disse o prefeito Tião Bocalom com relação ao novo subsídio para manter a empresa Ricco Transporte operando em Rio Branco, que foi aprovado na última terça-feira,14. Com isso, mais da metade do valor do novo subsídio é  para manter o transporte dos estudantes.

Segundo Bocalom, em vários estados, o governo ajuda a financiar o transporte da população, mas aqui no Acre é diferente, e embora 60% dos alunos transportados sejam estaduais, a prefeitura custeia todo o valor referente a isso.

“Então o que acontece é o seguinte que  isso daí em alguns estados, o governo do estado tá fazendo a parte dele, porque os alunos do governo do estado representam 60% desses alunos transportados. Então em alguns estados, o governo tá pagando, aqui não, aqui só a prefeitura tá bancando”; comentou o prefeito.

Com o aumento de mais de R$11 milhões, o subsídio chega a R$33 milhões, tendo em vista que R$22 milhões já estavam confirmados por lei complementar aprovada na Câmara de Rio Branco em julho de 2022.

Além disso, Bocalom felicitou a Câmara dos Vereadores por terem aprovado o recurso, pois sem ele, a passagem teria que aumentar e isso prejudicaria exclusivamente a população. Ele enfatiza que essa decisão não é para favorecer a empresa, mas sim a comunidade de Rio Branco.

“A empresa demonstrou para o RBTrans que estava tendo prejuízo desde o início do ano e aí preparamos o  projeto e encaminhamos, então só quero agradecer imensamente aos vereadores que votaram a favor. Quero dizer que eles votaram a favor não é da empresa, é a favor do usuário, porque se a prefeitura não paga esse dinheiro, teria que aumentar a passagem e eu não quero, não aceito, não vou querer de jeito nenhum  aumentar a passagem”; enfatizou Bocalom.

O o subsídio foi aprovado na última terça-feira (14) pela Câmara dos Deputados. Foram 12 votos a favor e 2 votos contra. Os que votaram contra foram Elzinha Mendonça do PSB e Fábio Araújo do PTD. Para eles, os esclarecimentos apresentados pela empresa não foram suficientes e tão pouco convincentes, tendo em vista que a pouco mais de um ano, o recurso anterior foi aprovado, nesse sentido, não há motivo para tamanho aumento.

“Todos nós aguardamos os esclarecimentos com relação aos cálculos apresentados. Em 2022 quando teve o subsídio de R$1,45, a tarifa apresentada pela RBTrans era R$6,50, agora apresentaram a tarifa de R$7,15 e apresentaram mais um subsídio de R$1,18. Então o que que realmente aumentou dentro do custo do transporte público para justificar esse aumento de 81,4% no valor do subsídio. Essa pergunta que eu deixo para o executivo e para a RBTrans. Por que a população de Rio Branco continua pagando essa conta?”, comentou o vereador  Araújo.

Vale lembrar que o contrato de subsídio vai até novembro de 2024, ou seja, daqui a um ano teremos uma nova discussão sobre o assunto. Por enquanto, a tarifa passou de R$1,45 para R$2,63 para que o valor atual da passagem de R$3,50 continue vigente.  Assim, o acréscimo de R$11 milhões vai contribuir para financiar pelo menos os anos de 2024 e 2025.

Fonte: agazeta.net

Últimas