2 março 2024

Léo Trader, acusado de dar golpe em 50 pessoas no Acre, teria enganado o próprio pai

Redação

Date:

Leonardo Oliveira da Silva, conhecido como Léo Trader, preso na Bahia na quarta-feira, 6, com R$ 28 milhões na conta bancária, é acusado de ter lesado várias pessoas no Acre. Uma dessas pessoas pode ter sido seu próprio pai.

Se apresentando como corretor autônomo na financeira XP, conseguiu convencer mais de 50 pessoas no Acre a entregar dinheiro a ele. Além da “pirâmide financeira”, ele é suspeito de outros golpes. Como foi denunciado por dezenas de pessoas, estava com um mandado de prisão preventiva em aberto, a pedido da Polícia Civil do Acre, por meio da Delegacia do Tucumã.

Segundo as investigações, o homem agia desde 2021 no Acre forjando investimentos financeiros com a promessa de lucros e desaparecendo com o dinheiro das vítimas.

Uma enfermeira, que preferiu não se identificar, perdeu junto com o marido cerca de R$ 70 mil. Ela conta que o criminoso enganou o próprio pai dele, delegados de polícia e funcionários públicos.

“Tínhamos informações de muita gente que havia feito investimentos altos e tido resultados fantásticos com ele, que contava que precisava de uma cartela de clientes para fazer seu nome no Acre e poder abrir uma corretora física da XP aqui no estado. Ele é tão bom de conversa que conseguiu captar clientes como delegado, pessoas do alto escalão do governo, de famílias tradicionais e até o próprio pai dele. Ele, inclusive, falsificou um documento da XP”, destacou.

Nas redes sociais, Leonardo ostentava uma vida de luxo, com viagens, carros e iates caros. Em uma única viagem, gastou cerca de R$ 200 mil. Ainda não há informação se Leonardo será transferido da Bahia, onde está preso, para o Acre.

Ac24horas

Últimas