21 fevereiro 2024

Governo do Acre lança operação de combate à violência contra mulher e feminicídio, intitulada de Operação Shamar 2023

Kauã Lucca

Date:

Aconteceu na manhã desta segunda-feira, 21, na sede da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o lançamento da “Operação Shamar”. Articulada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Ministério das Mulheres e Secretaria Nacional de Segurança Pública, a ação busca combater a violência doméstica contra a mulher e o feminicídio.

A ação nacional integrada será executada no estado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio das polícias Civil e Militar, através da Patrulha Maria da Penha e do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), a partir do dia 21 de agosto a 15 de setembro, em todos os municípios do estado.

O evento de lançamento da operação, contou com a presença da vice-governadora Mailza Assis, do Secretário da Sejusp, José Américo Gaia, e membros da Segurança Pública do Estado.

“Estamos trabalhando integrados com o governo federal e contamos com todo o apoio da Segurança Pública, por meio da Sejusp. Temos atuado com implantação de políticas públicas e ferramentas para ajudar nosso estado.
Nesse periodo, teremos uma deponstração de que, juntos, a efetividade das nossas ações será maior”, frisa Mailza.

Na ocasião, Gaia anunciou que o governo federal garantiu R$ 2 milhões, que já estão nas contas do governo do Estado, para a execução das mencionadas ações de combate.

“A parte prática das políticas públicas para mulheres tem sido nossa prioridade numa
ação voltada para combate à violência enfrentada pelas mulheres. Essa integração e interiorização das ações vem para dar um basta nessa situação”. pontuou Gaia.

Shamar

A operação recebeu o nome “Shamar” devido à origem hebraica da palavra. que significa ato de guardar, vigiar ou proteger. O objetivo da operação é conscientizar a sociedade quanto à prevenção da violência contra a mulher, por meio de mobilização social e instituição de medidas para coibir todas as formas de violência contra a mulher, além de fomentar denúncias.

Últimas