sexta-feira, agosto 19, 2022
21.3 C
Rio Branco
sexta-feira 19 agosto 2022

Covid-19 no Acre: medidas de prevenção devem ser reforçadas após aumento de casos

POR Redação

Com o aumento de casos de Covid-19 no Acre, a população é orientada a reforçar as medidas de prevenção para evitar a proliferação da doença. A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) orienta que a máscara deve ser usada em locais fechados, as mãos higienizadas com álcool em gel e evitar aglomerações.

Essas orientações foram reforçadas pela Sesacre na tarde desta sexta-feira (1º). O mês de junho encerrou com de mais de mil casos novos de Covid-19, conforme dados do Centro de Operações de Emergência (COE) da Sesacre.

Outras sugestões apresentadas pela pasta para conter o avanço da doença são a testagem em massa da população e o reforço da vacinação no Acre.

“Agora a gente enfatiza, a necessidade do uso da máscara, álcool, distanciamento, principalmente dentro das unidades de saúde. Hoje, dentro das unidades de saúde que prestam assistência, o uso da máscara é obrigatório por causa da Covid e outros patogêneses que estão dentro das unidades. Você procura uma unidade de saúde, precisa usar sua máscara, o álcool em gel e o distanciamento mínimo para que a gente não transmita o vírus de um para o outro”, reforçou o coordenador da Rede de Urgência e Emergência do Acre, Edvan Meneses.

O coordenador destacou ainda que toda a rede de assistência da saúde está disponível para atender os pacientes diagnosticados com a Covid. Segundo ele, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito da capital acreana tem 47 leitos, entre adultos pediátricos, à disposição desses pacientes.

Ainda nesta sexta, conforme Meneses, o pronto-socorro terá leitos de retaguarda de UTI e 12 leitos também de retaguarda para média complexidade.

“Toda a rede está posta para receber esses pacientes com Covid. Vamos nos remodelando, a rede funciona assim: vamos vendo como está nossa situação epidemiológica, o que o padrão epidemiológico está pedindo, e vamos remodelando. Estamos fazendo reuniões semanais junto com todos os pontos de atenção para a gente ir se readequando ao padrão epidemiológico, que pode aumentar ou diminuir. Dependendo desse padrão, vamos readequando dentro do sistema de saúde”, frisou.

Aumento

O chefe do Departamento de Vigilância em Saúde da Sesacre, Gabriel Mesquita, disse que a partir da Semana Epidemiológica 23, do dia 5 a 11 de junho, os casos de Covid vinham oscilando. Já a partir da semana 25, do dia 19 em diante, os casos começaram a se manter sempre em um padrão elevado.

“A gente teve um número muito alto, expressivo de caso, e a tendência é sempre esse número esse número se reproduzir de forma acelerada, ou seja, a continuidade do crescimento. A procura continua alta em nossas unidades, a gente tem observado muito pacientes com síndromes gripais. É importante dizer que a Covid é uma síndrome gripal, se manifesta como se fosse uma gripe e é diferente da síndrome respiratória aguda grave, que pode ser uma síndrome respiratória aguda grave. “, destacou.

G1/AC

 

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img