24 julho 2024

Governador assina ordem de serviço para construção de 250 novas casas na Cidade do Povo

Agência de Notícias do Acre

Date:

Em uma tarde marcada pela esperança da dignidade humana e reforço da cidadania , o governador Gladson Cameli assinou nesta terça-feira, 9, a ordem de serviço para a construção de 250 unidades habitacionais na Cidade do Povo, em Rio Branco. Este é o primeiro lote de um total de mil casas que serão construídas na região, como parte do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal.

O evento realizado no próprio bairro contou com a presença de autoridades estaduais, representantes da Caixa Econômica Federal, e dezenas de membros da comunidade, maior conjunto habitacional do estado. A assinatura simboliza um avanço significativo na redução do déficit habitacional no Acre, especialmente para as famílias em situação de vulnerabilidade social.

Durante seu discurso, o governador Gladson Cameli destacou a importância da iniciativa para as famílias de baixa renda. “É sempre uma alegria estar aqui na Cidade do Povo, lugar de um povo trabalhador e hospitaleiro que enfrenta suas dificuldades do dia a dia com orgulho e determinação. Um lugar de gente de valor que engrandece Rio Branco. Fico mais feliz ainda por poder trazer boas notícias para vocês. Vejam que estamos falando em mais de R$ 70 milhões em obras que irão acontecer aqui na Cidade do Povo. Isso significa que serão gerados muitos empregos para os moradores daqui, vai fomentar o comércio local e ajudar muitos pais de família a dar sustento aos seus filhos”, afirmou.

Cameli ressaltou ainda o impacto que o trabalho conjunto é capaz de realizar na vida das pessoas. “Tenho muitos motivos para manifestar minha gratidão ao presidente Lula, que autorizou esse investimento, e ao nosso secretário de Habitação e Urbanismo, Egleuson Santiago, e a sua equipe. Entendo que é a união entre diversos setores das representações públicas que permite um anúncio tão importante como esse que estamos fazendo agora. É assim, com empenho, determinação e propósito, que vamos ajudar os moradores da Cidade do Povo a terem cada vez mais orgulho em viver aqui”, completou.

Dignidade para quem precisa

As novas moradias serão destinadas a grupos específicos que enfrentam grandes desafios, incluindo: pessoas com deficiência; famílias com membros que possuem doenças crônicas incapacitantes para o trabalho; idosos; mulheres sob medidas protetivas da Lei Maria da Penha; famílias vivendo em áreas de risco ou insalubres; e beneficiários do programa de aluguel social.

O projeto envolve um investimento total de mais de R$ 77 milhões, sendo R$ 34,8 milhões repassados pelo governo federal e uma contrapartida de R$ 36 milhões do governo estadual. Além das casas, estes recursos serão utilizados para manutenção da Estação de Tratamento de Esgoto, construção de elevatórias, conclusão de obras de infraestrutura de esgoto, drenagem e pavimentação. Além disso, o governo estadual fornecerá terrenos no valor de R$ 6,3 milhões.

O secretário de Estado de Habitação e Urbanismo, Egleuson Santiago, completa: “Hoje iniciamos as obras de 250 novas unidades habitacionais na Cidade do Povo, a primeira etapa de um total de mil unidades. As unidades serão destinadas a famílias em vulnerabilidade, como aquelas afetadas por enchentes, mães solteiras e idosos. E nossa expectativa é gerar mais de 6 mil empregos na construção civil, trazendo renda e dignidade para a população local”.

Apenas o início de algo maior

Além das 250 unidades iniciais, mais 750 casas ainda serão construídas na Cidade do Povo pelo programa Minha Casa Minha Vida, totalizando mil novas residências no convênio pelo governo federal. O programa estadual Pró-Moradia também adicionará 383 unidades, abrangendo os bairros Irineu Serra, Calafate, e as cidades de Xapuri e Cruzeiro do Sul.

A expectativa é que a obra das 250 unidades seja concluída em 18 meses, transformando a vida de centenas de famílias e promovendo dignidade e cidadania.

Presente no evento, o senador Alan Rick reforçou os sentimentos positivos construídos junto à Cidade do Povo: “O trabalho que mais traz alegria a qualquer gestor é reduzir o déficit habitacional. No Acre, temos um déficit estimado em mais de 20.000 unidades. Quando começamos a fazer as entregas, oferecemos uma solução para a população que mais precisa. Isso é o que o povo espera de nós. Seguimos avançando todos os dias e precisamos de um intercâmbio contínuo para alcançar nossos objetivos”.

Esta iniciativa demonstra o compromisso contínuo do governador Gladson Cameli em melhorar as condições de vida dos acreanos, criando um futuro mais promissor para todos.

Últimas