23 junho 2024

Em reunião com setor industrial, Gladson assina decreto que altera Programa de Compras Governamentais

Agência de Notícias do Acre

Date:

Para debater os avanços e incentivos ao setor da indústria no Acre, o governador Gladson Cameli se reuniu, na tarde desta segunda-feira, 20, com os presidentes de sindicatos industriais. O encontro, que faz parte da programação da Semana da Indústria, também contou com a participação da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), além de outros representantes do governo.

O governador aproveitou o momento para anunciar a alteração do decreto do Programa de Compras Governamentais (Comprac), que tem sido a principal estratégia para criar oportunidades no Acre.

Nesse programa, o Estado compra e adquire serviços de empresas acreanas, e, com a alteração, o governo ampliou e modificou os segmentos prioritários para o programa.

“Estamos alterando o decreto do Comprac, pioneiro em incentivo às empresas industriárias, para aperfeiçoar os procedimentos devido à nova lei de licitações, fomentando ainda mais a ampliação e participação de mais setores industriais no programa”, destacou o governante.

O governador Gladson Cameli dialoga com os empresários em meio a desafios. Na sua gestão foi ampliado o sublimite do Simples, uma prova de que o Acre apoia a promoção de negócios, a tecnologia e a inovação.

“Tenho dito sempre nos meus pronunciamentos que o Acre é um grande diamante que precisa ser lapidado por todos nós que aqui vivemos, e a maneira dessa lapidação acontecer é através da geração de empregos e oportunidades para todos os acreanos e acreanas”, disse o governador em seu discurso.

No Acre, o setor industrial é responsável pela geração de mais de 20 mil empregos formais. Isso representa 10,7% dos empregos com carteira assinada em todo o estado. O percentual de trabalhadores da indústria do estado que possuem ensino médio completo está acima da média nacional (69,4%). No Acre, esse total é de 78,5%.

O PIB da indústria do Acre é de 1,4 bilhão, e o setor exportou mais de 7 milhões de dólares em 2023, 15% do total de todas as exportações da balança comercial, com participação de 7,1% de todas as riquezas produzidas no estado.

O estado tem trilhado uma rota de oportunidades, que vem cada vez mais potencializando este importante setor. Hoje são mais de 100 indústrias apoiadas pelo Estado. Um total de R$ 150 milhões em incentivos fiscais.

“É fundamental que o Estado e as instituições representativas da nossa indústria trabalhem unidos porque é dessa união que podemos acreditar em um Acre mais próspero e inclusivo para toda a nossa população”, destacou Gladson.

Segundo o Ranking de Competitividade dos Estados 2023, o Acre figura como um dos estados que mais inova na Amazônia, ficando à frente das unidades federativas do Mato Grosso e de Roraima, segundo os dados do Centro de Liderança Pública. Com relação a 2022, no quesito inovação, o Acre subiu dois pontos, ficando em 5º lugar em toda a Amazônia.

O titular da Seict, Assurbanípal Mesquita, diz que o momento é para também apresentar um balanço de ações.

“É uma oportunidade de conhecer um pouco o que é o trabalho do fortalecimento da indústria, do ponto de vista do governo, do ponto de vista da iniciativa privada, pelos próprios sindicatos. Temos alguns pontos para comemorar e vamos agora compartilhar isso com os setores e tirar daqui uma nova agenda de desenvolvimento da indústria”, afirmou.

De forma geral, os representantes agradeceram o diálogo entre poder público e privado para o avanço da economia do estado.

“É sempre necessário a gente nivelar as mudanças que ocorreram do ponto de vista do desenvolvimento. O Estado tem um programa de compras que é estratégico e ele planeja essas compras, então a gente vai poder orientar o nosso setor industriário a se adiantar na produção desses insumos e, com isso, alavancar esse programa, buscando exatamente internalizar o máximo dos recursos para a manutenção dos empregos que a indústria proporciona”, destacou o presidente da Fieac, José Adriano.

Na ocasião, o governador do Acre recebeu o convite para ser homenageado pelo setor no dia 31 de maio, quando haverá um jantar com os empresários.

“Vejo aí o empenho da Assembleia Legislativa, por intermédio do nosso presidente Luiz Gonzaga, que tem também se colocado sempre à disposição para que a gente vença esse desafio, que é diminuir as dificuldades e a burocracia que temos. E eu preciso gerar emprego e renda, e o Comprac hoje, depois que se oficializar, é uma grande oportunidade para valorizar tudo aquilo que precisamos consumir aqui no estado”, finalizou o governador.

Últimas