23 junho 2024

Gladson descarta demissão de Pedro Pascoal e diz que se for preciso abrirá nova licitação na Saúde

Redação Folha do Acre

Date:

O governador Gladson Cameli afirmou na quarta-feira (21) que se for preciso abrirá uma nova licitação para substituir o contrato com a MedTrauma, após suspeita de superfaturamento divulgado pela imprensa nacional.

Segundo Cameli, a licitação atual foi aberta e contou com parecer dos órgãos de controle. “Isso para mim é muito tranquilo porque se for uma licitação aberta, tá certo? É um parecer de todos os órgãos de fiscalização e é aquilo que está claro, eu não posso prejudicar um atendimento por uma situação e sair cancelando o contrato. O que eu digo é o seguinte: se criar qualquer coisa, eu mando abrir uma nova licitação, sem nenhum problema, para que não atrasem o serviço”, explicou ao site Ac24horas.

Gladson fez questão ainda de descartar a queda do secretário estadual de saúde, Pedro Pascoal, devido à repercussão negativa do caso de investigação com a Medtrauma. “Pedro não sai do cargo”.

Por fim, Gladson disse que deverá consultar os órgãos de controle para verificar se há necessidade de uma nova licitação, porém, ele reforça que não deverá atrasar os atendimentos dos pacientes. “A partir do momento que você abre uma licitação, você está tornando público nacionalmente, porque não tem nenhum problema. A empresa foi vencedora. E, se for necessário, eu mandei até a equipe verificar, com os órgãos de controle, a gente abre uma nova licitação para que não venha atrasar algo com os pacientes. O que nós não podemos é colocar em cheque o atendimento às pessoas que estão precisando de cirurgias”, comentou.

Cameli destacou ainda que deverá abrir mais um multirão de cirurgia. “Essa semana eu vou lançar mais um mutirão de cirurgias para diminuir as filas. E, ao mesmo tempo, eu estou aberto para qualquer explicação”, ressaltou. 

Últimas