12 junho 2024

Edvaldo Magalhães diz que Parque de Exposição não tem boxes suficientes para abrigar atingidos pelas enchentes’: “alagação é previsível”

Assessoria

Date:

O deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB) destacou a falta de agilidade da Prefeitura de Rio Branco para providenciar os boxes para acomodar as pessoas atingidas pela enchente do Rio Acre. Nesta terça-feira, 27, imagens feitas pelo ativista político Francisco Panthio, no Parque de Exposições Wildy Viana, mostram o descaso do poder público.

“Para dar uma pequena amostra que não adianta pegar um helicóptero e sobrevoar, fazer coletiva, se o básico não se toma providências. Montagem de boxes para receber alagados no parque de exposições, se faz um mês antes das águas subirem. Isso já foi feito, não quer dizer que é novo não. Todo janeiro, todo fevereiro ou todo março, pode alagar. Você deixa pronto para receber as pessoas. Não adianta fazer a falsa propaganda se a atitude humanitária você não dar consequência, o gesto humanitário. Essas imagens é a demonstração da incompetência do poder público municipal em organizar a acolhida daqueles que estão sofrendo muito. Em um momento como esse é preciso a presença das lideranças no Estado para tratar e enfrentar os problemas. Ontem mesmo, o governador estava para um lado e o prefeito estava para outro e a população aí esperando que um carpinteiro bata um prego numa pernamanca para montar o refúgio para aqueles que precisam ser abrigados. É isso que estamos vivendo”, disse Edvaldo Magalhães.

Ainda em sua fala, Edvaldo Magalhães disse que em 53 anos de medição do rio Acre, em 42 anos houve alagações. “Eu preciso chamar a atenção para uma situação que é escandalosa. Mais recentemente a prefeitura e o estado estavam fazendo uma guerra para saber quem fazia o melhor carnaval. Dos 53 anos que se fazem medições, 42 anos teve alagação. Portanto, alagação é previsível”.

Últimas