4 março 2024

“Desafiar poderosos mostrando verdades tem o seu preço”, diz Jarude

Assessoria

Date:

Apesar de todos os deputados terem direito a até três servidores cedidos ao seu gabinete, o deputado estadual Emerson Jarude (NOVO), em um ano de mandato, nunca havia utilizado dessa prerrogativa. Em janeiro deste ano, o parlamentar enviou um ofício à Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) pedindo a cessão do servidor público estadual Mamed Dankar, mas 20 dias depois, voltou atrás e enviou um novo documento cancelando o pedido.

“O pedido foi encaminhado no dia 10 de janeiro e solicitamos cancelamento no dia 1 de fevereiro. Nesse tempo não tivemos resposta e portanto o Dankar nunca chegou a trabalhar em nosso gabinete, ele tem inclusive o ponto eletrônico do mês de janeiro para provar que esteve trabalhando na Secretaria de Agricultura onde é lotado”, explicou Jarude.

O documento emitido pela Aleac com a solicitação de Jarude, modelo pronto comum em diversas repartições públicas, trata a solicitação como renovação, o que Jarude explicou como um erro da casa legislativa: “Nós enviamos o nosso pedido, mas por padrão, a Aleac fez o próprio documento e com isso, devem ter usado um modelo onde trata-se de renovação e não de cessão”, disse.

O deputado destaca que segue mantendo seus princípios e agindo dentro da ética e transparência e seu mandato. “Tenho consciência que estar ao lado da população e defender os interesses dos acreanos me coloca de lado aposto ao do atual Governo e desafiar poderosos mostrando verdades tem o seu preço, mas é o trabalho que tenho feito junto com minha equipe que fala por mim, por meio da nossa ética e mantendo os valores e princípios que foram fundamentais para ser eleito, seguirei firme no propósito de ser o porta-voz de nossa gente na Casa do Povo”.

Últimas