21 junho 2024

No Acre, cacique pesca Jaú gigante de quase 80 kg e alimenta aldeia por cerca de dois dias

Redação Folha do Acre

Date:

O cacique Biraci Júnior, da Terra Indígena Rio Gregório, dos Yawanawá, tirou das águas do Rio Gregório nessa segunda-feira, 29, um peixe Jaú (Zungaro zungaro), também conhecido na região amazônica como Jundiá, ou Wakawã na língua indígena. O animal tem mais de 78 kg e, segundo ele, deve alimentar a aldeia de 250 pessoas por até dois dias.

O cacique disse ao ac24horas que o método de pesca usado foi o de “bicheiro”. “Um anzol grande amarrado em um pedaço de madeira com uma corda de uns 19 metros. A pessoa mergulha e acha o peixe lá, no fundo do rio, que pode chegar até 5 metros de profundidade, e de lá o mergulhador finca o anzol e sai para fora da água. No seco, o pescador puxa a corda para tirar o peixe da água”, explica Biraci.

Biraci disse que ao menos uma vez por ano é possível encontrar jaús deste tamanho ou maiores no Rio Gregório, mas a incidência dos gigantes tem ficado cada vez menor.

O Jaú não tem um significado especial para o povo Yawanawá, mas é um prato tradicional e pode ser servido de maneiras variadas. “Pode-se cozinhar, fritar, moquear”, conclui o cacique.

Ac24horas

Últimas