16 junho 2024

Acre tem um dos piores índices de abastecimento de água no país, diz levantamento

Redação Folha do Acre

Date:

Dados do ‘Diagnóstico Temático – Serviços de Água e Esgoto’, levantamento do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), do Ministério das Cidades, que usa como base de referência o ano de 2022, mostra que o Acre tem um dos piores índices no atendimento total de rede de água entre os estados do país.

O índice no Acre é de 48% da população que conta com o abastecimento de água, ficando a frente apenas no Amapá, na região Norte. O levantamento mostra que o índice acreano é apenas metade do número nacional, já que a média nacional, o índice de atendimento com redes públicas é de 84,9%, o que corresponde a pouco mais de 171 milhões de habitantes atendidos.

Na outra ponta, São Paulo (95,3%), Paraná (96,1%) e Distrito Federal (99%) têm as melhores coberturas de abastecimento de água. Em relação a 2021, houve redução de 5,9 milhões de brasileiros com acesso à água potável, considerando o aumento do número de municípios.

Fiscalização

Em 2020, o Congresso Nacional aprovou o Novo Marco Legal do Saneamento. A lei visa aperfeiçoar os serviços no Brasil e garantir que 99% da população tenha água potável disponível e 90%, coleta e tratamento de esgotos até 2033.

Estudo do Trata Brasil comprova que o menor índice de atendimento da população com redes públicas de abastecimento de água é da macrorregião Norte (64,2%), enquanto o maior está na macrorregião Sul (91,6%). A taxa contempla apenas serviços que utilizam redes públicas de água e não inclui soluções alternativas, como poços, nascentes, cisternas e chafarizes.

Ac24horas

Últimas