4 março 2024

Gladson Cameli não tem a bênção de sua mãe para reaproximação com Petecão

Ac24horas

Date:

Depois que o programa Boa Conversa, exibido pelo ac24horas nesta sexta-feira, 8, abordou a possível reaproximação entre o senador Sérgio Petecão (PSD) e a gestão do governador Gladson Cameli, a mãe do chefe do executivo, dona Linda Cameli, comentou que não aprova qualquer reconciliação entre o senador e seu filho: “se fosse eu, nunca mais olhava nem pra ele”.

Durante as eleições de 2022, Sérgio Petecão, adversário de Gladson na disputa pelo governo, usou constantemente a Operação Ptolomeu, da Polícia Federal, para tentar descredibilizar a gestão do governador, mais até do que outros adversários prováveis. A Ptolomeu investiga os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na cúpula do governo do Acre.

Em publicação no Blog do Crica, em 3 de dezembro, o jornalista Luis Carlos Moreira Jorge apurou que um acordo feito entre a vice-governadora, Mailza Assis, e Sérgio Petecão, fechava uma composição do senador e de seu grupo ao governo. Mailza teria feito o acordo com a autorização de Gladson: “até hoje nada foi cumprido e ficou na base da conversa fiada. O senador Sérgio Petecão (PSD) nunca foi chamado pelo governador Gladson para conversar sobre o assunto”, diz o texto de Crica.

Nesta sexta-feira, 8, Crica voltou ao abordar o assunto em sua coluna, trazendo a versão de Petecão sobre a reaproximação com a gestão de Gladson: “[Petecão] ressalvou que a única conversa política que teve foi com a vice-governadora Mailza Assis, a quem prometeu apoiar para governadora, em 2026, em qualquer cenário. ‘O resto é conversa’, destacou Petecão”.

No vídeo que abordava o assunto, Linda Cameli, mãe de Gladson, comentou: “eu não dou pra ser política. O que Petecão falou do Gladson na campanha, se fosse eu, nunca mais olhava nem pra ele. Tentou de todas as maneiras denegrir a imagem do Gladson”.

Últimas