17 julho 2024

Ricco vai “devolver” 13 linhas de ônibus e coletivo deve colapsar na segunda-feira

Redação

Date:

O usuário do transporte coletivo de Rio Branco pode enfrentar um caos a partir da próxima segunda-feira, 13. A Ricco, empresa que opera o transporte na capital acreana, vai “entregar” cerca de 13 linhas importantes para a população de bairros como Universitário, Mocinha Magalhães, UFAC, Custódio Freire, Distrito Industrial e Esperança.

Até o momento, a empresa não deu explicações sobre os motivos do “abandono” das linhas, mas a informação foi confirmada pela RBTrans. O ac24horasapurou que a empresa alega que não tem condições de manter os custos de operacionalização das linhas.

Conforme Benício Dias, superintendente da autarquia, apesar de não ainda não ter sido notificada, a RBTrans já tem conhecimento. “Nós ainda não fomos notificados oficialmente, mas se realmente eles entregarem as linhas, vamos fazer o que fizemos com a própria Ricco, que é espalhar cartas-convite para o país inteiro, explicando para as empresas que há espaço para as que queiram vir trabalhar aqui”, admitindo que, caso a empresa entregue o serviço, a população de Rio Branco pode ficar sem ônibus por um período.

A esperada licitação para a contratação de uma empresa de transporte público para atuar em Rio Branco deve ser publicada na próxima semana. Ocorre que o processo até a devida contratação pode durar até um ano. “Nós já entregamos a licitação final com todas as correções exigidas pela CPL. No mais tarde, o edital de licitação vai ser publicado na próxima terça-feira, mas o processo pode durar de seis meses até um ano”, afirma Benício.

Na sessão desta quinta-feira, 9, na Câmara de Vereadores, a prefeitura de Rio Branco apresentou proposta de suplementação de R$ 1,5 milhão para a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) repassar à empresa Ricco Transporte.

Os vereadores não aceitaram colocar a matéria em pauta e, após o encerramento da sessão, fizeram uma reunião para que a gestão pudesse explicar a tabela de cálculos. A expectativa é que haja votação na próxima semana.

Ac24horas

Últimas