27 fevereiro 2024

Policiais de Cruzeiro do Sul agem rápido e fazem vaquinha para custear tratamento de cachorro agredido com terçado

Assessoria

Date:

Na noite da última quinta-feira, 02, a equipe da delegacia de Cruzeiro do Sul, recebeu uma ocorrência de maus-tratos em que um indivíduo que havia agredido brutalmente um cachorro com um terçado. A equipe da Polícia Militar do Acre (PMCA) agiu rápido e conduziu o suspeito a sede polícia, que poderá ser enquadrado no Artigo 32, §1-A, na Lei dos Crimes Ambientais, com pena de dois a cinco anos de reclusão.

O ataque ocorreu quando o cachorro se encontrava preso e o agressor, que é vizinho dos tutores do animal, desferiu um golpe no focinho do bicho, através da frecha da cerca de madeira. Os moradores que testemunharam o incidente imediatamente acionaram as autoridades.

A equipe da PMAC respondeu prontamente, dando voz de prisão ao agressor e conduzindo-o à delegacia para as devidas providências legais. Os policiais, ao chegarem ao local, se depararam com um cachorro ferido e com muito sofrimento, o que comoveu a todos os presentes.

Diante da situação do cachorro e da necessidade urgente de atendimento veterinário, os policiais, tanto militares quanto civis, tomaram uma atitude louvável. Eles organizaram uma vaquinha para custear o socorro ao animal. O gesto de solidariedade demonstrou o compromisso desses profissionais em proteger não apenas a comunidade, mas também os animais indefesos.

A equipe da delegacia de Cruzeiro do Sul, levaram o cachorro ao veterinário na noite do mesmo dia, mesmo sendo feriado, e o profissional se prontificou a prestar atendimento imediato. O focinho do cachorro foi suturado e, embora o animal tenha passado por momentos difíceis, ele está agora em recuperação graças à rápida ação e generosidade desses heróis de uniforme.

Esse incidente não apenas destaca a importância da ação rápida da polícia em casos de abuso contra animais, mas também ressalta a compaixão e empatia dos policiais de Cruzeiro do Sul, que não hesitaram em ajudar um ser inocente em apuros.

Últimas