21 fevereiro 2024

Morre médico Willian Wood, que ajudou a tratar centenas de casos de hanseníase no Acre

Redação Folha do Acre

Date:

Morreu nesta segunda-feira, 6, o médico Willian Wood, ou Dr. Guilherme, como era conhecido no Acre. Ele ficou famoso em todo o Brasil ao colaborar para a descoberta da cura da hanseníase e tratar centenas de pacientes acometidos pela enfermidade no estado.

Wood é irlandês e morreu em seu país de origem, durante tratamento contra um câncer. Ele chegou ao Acre na década de 1960 como missionário batista. Porém, ao ver o sofrimento de populações tradicionais, que perdiam pedaços de seu corpo para a hanseníase, decidiu estudar Medicina no amazonas e, nos anos de 1970, voltou ao estado para cuidar dos necessitados.

Na época, ele aplicava nos pacientes a única droga conhecida para tratar a doença, a dapsona. Anos mais tarde, experimentou o tratamento que cura de fato a hanseníase, a poliquimioterapia, composto por três medicamentos.

Com especialização em dermatologia, Wood mudou a realidade do Acre em relação à doença tipicamente amazônica. Na década de 1980, o estado era o primeiro do Brasil em número de casos, chegando a mais de 3.400 enfermos em 1985, segundo dados do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan).

Reconhecendo a importância de Wood para a saúde pública acreana, o governo do estado emitiu, nas últimas horas, nota de pesar em que lamenta a morte do médico. “Sua contribuição à medicina e à humanidade não será esquecida”, diz o conteúdo.

A Gazeta do Acre

Últimas