26 fevereiro 2024

Acreana tem 92% da dívida do Fies abatida: ‘foi pra isso que fiz o L’; saiba como renegociar

A Gazeta do Acre

Date:

A jovem de 27 anos dividiu sua felicidade pela negociação, nas redes sociais. A ex-deputada federal Perpétua Almeida, uma das idealizadoras da renegociação, diz ter ficado emocionada com o relato.

O projeto “Desenrola Educação”, sancionado pelo presidente Lula, no último dia 1, dá a possibilidade de renegociação de débitos por parte de pessoas que concluíram seus estudos através do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No Acre, uma das pessoas beneficiadas pelo projeto é Sibelle Furtado, 27, que se formou em Odontologia, pela Unimeta. Ela relata que, sem o abate na dívida, não teria condições financeiras de arcar com o pagamento.

“Não teria condições, eu estou desempregada e não fazia ideia de como iria pagar essa dívida. Me formei há pouco mais de 1 ano e, desde lá, os juros já corriam em cima da dívida, e ia ficar sem pagamento, até eu conseguir uma renda e ter condição de pagá-la”, explica Furtado.

Ela explica sobre o conflito de informações que aconteceu com ela, quando procurou orientações acerca de como realizar o processo ou quando ele estaria disponível.

“Meus pais viram pelo jornal que a renegociação ia começar ontem, só que eu fui na agência, e a moça de lá disse que começaria apenas dia 20. Fiquei acompanhando pelas redes sociais e vi pessoas comentando que, no site do Banco do Brasil, estava informando que começava dia 8, então acordei bem cedo, e já estava disponível a renegociação”, conta.

Sibelle relata ainda a emoção de ver que a negociação deu certo, com um desconto de mais de 90% da dívida. “Fiquei em êxtase, era uma dívida totalmente fora da minha realidade.Tenho caso de amigos que conseguiram renegociar dívidas pequenas, de 15 mil reais, e tem o meu caso, que fiz um dos cursos mais caros das universidades particular, com uma dívida de quase 200 mil reais, e consegui um abate de 92% do valor”, relata ela.

Por fim, Sibelle conta sobre o alívio de, finalmente, ter a oportunidade de pagar o valor, de acordo com sua realidade. “É uma felicidade que só quem conseguiu sabe, não dá pra explicar, um peso que saiu das minhas costas e dos meus pais também”.

A ex-deputada federal Perpétua Almeida respondeu a publicação da jovem no X, antigo Twitter, sobre a grande redução da dívida. “Meu Deus!! Caiu uma lágrima de emoção!! Muito feliz por você e por tantos outros que precisavam dessa vitória!”, disse Perpétua.

Saiba como renegociar

A renegociação pode ser feita diretamente nas agências do Banco do Brasil e da Caixa, ou através do site do Fies, no qual o leitor deve acessar a aba “menu”, em seguida “Contrato Fies”, e “Renegociação”, para então acessar “Renegociação 2023”.

O acesso estará liberado até 31 de maio de 2024, das 9 às 19h, horário de Brasília. Para que o processo seja possível, é necessário se encaixar em alguns aspectos, como ter contratado o Fies até 31/12/2017 e estar com o contrato na fase de amortização em 30/06/2023. Os descontos podem variar de 77% até 99%.

Contratos com menos de 360 dias de atraso em 30/06/2023: com parcelas atrasadas por até 90 dias, o desconto é de 12% para pagamento à vista do principal. Quando as parcelas ultrapassam 90 dias, há também o desconto de 12% para pagamento à vista e uma redução de 100% dos juros e multa por atraso. O parcelamento do remanescente pode ser feito em até 150 parcelas mensais e sucessivas, com mínimo de R$200.

Contratos com mais de 360 dias de atraso em 30/06/2023: Se a última prestação do contrato estiver em atraso por menos de 5 anos, o desconto é de até 92% do valor total da dívida para pagamento à vista, caso a última prestação estiver em atraso por mais de 5 anos, o desconto é de até 99% do valor total da dívida para pagamento à vista. Em ambos os casos, é possível parcelar o restante em até 15 vezes, com mínimo de R$200. É exigido que o estudante esteja incluído no Cadastro Único ou sido beneficiário do Auxílio Brasil 2021.

Estudantes fora do Cadastro Único ou sem ter recebido Auxílio Brasil podem conseguir até 77% de desconto do valor total da dívida à vista. O parcelamento tem limite de 15 vezes, com parcelas mínimas de R$200.

Últimas