16 julho 2024

Polícia de Pando entrega 4 brasileiros à Justiça do Brasil envolvidos em assalto no Acre

Redação

Date:

A polícia do departamento boliviano de Pando entregou quatro cidadãos brasileiros às autoridades brasileiras, seguindo os procedimentos legais correspondentes. Os indivíduos em questão, Felipe Silva Santos, Geovani Costa Almeida, Kevin Costa Do Nascimento e Mayrla Lima Da Silva, eram procurados pela justiça brasileira devido a seus antecedentes criminais.

Os brasileiros foram apreendidos em território boliviano sob a acusação de posse ilegal de armas de fogo e já haviam cumprido pena no presídio de Villa Busch, na Bolívia.

O Ministro de Governo, Eduardo del Castillo, manifestou sua determinação em proteger a integridade da população boliviana, afirmando em suas redes sociais: “Vamos resguardar a integridade de nossa população, expulsando qualquer pessoa que ameace a segurança de nosso Estado Plurinacional.”

Essa ação de cooperação entre as autoridades bolivianas e brasileiras demonstra o compromisso mútuo em combater o crime transfronteiriço e garantir a segurança de ambos os países.

Segundo foi apurado na delegacia de Epitaciolândia, a prisão de cinco brasileiros, onde se inclui uma mulher, aconteceu devido estarem envolvidos em um assalto a um comércio na cidade de Epitaciolândia.

Um motorista de aplicativo que estaria dando suporte – após o crime foi visto esperando e levando o grupo para o lado boliviano para se esconderem, e que se encontra preso, teria dito onde era o local às autoridades no lado brasileiro.

com tais informações, foram passadas à Polícia Nacional Boliviana, que foi investigar e localizou o grupo como haviam dito.

Segundo foi informado, todos os homems que foram presos no lado boliviano, tem passagens pela justiça, sendo que um estava com dois mandados de prisão em aberto e era considerado foragido.

Diante dos fatos, as autoridades do país vizinho protocolou a extradição do País e os entregou na ponte que liga Epitaciolândia à Cobija, sendo depois entregues na delegacia.

Todo o caso foi coordenado pelo delegado Eustáquio Nomerg e sua equipe, juntamente com a Polícia Federal.

O Alto Acre

Últimas