29 fevereiro 2024

Membro de facção é condenado a 19 anos de prisão por assassinato no Alto Acre

Assessoria

Date:

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) obteve, nesta quinta-feira, 26, perante o Tribunal do Júri de Brasileia, a condenação do integrante de uma organização criminosa, Cássio Soares Teodoro, por homicídio qualificado, cometido contra um membro de uma facção rival. O promotor de Justiça Eduardo Lopes Faria atuou no julgamento.

O crime ocorreu em março de 2022, em meio a um conflito entre organizações criminosas na região do Alto Acre. Agindo em conjunto com um cúmplice, Cássio Soares disparou diversos tiros de arma de fogo contra a vítima. A denúncia do MPAC destacou a motivação torpe e o uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

A sentença considerou o concurso material entre o crime de homicídio e o delito de integrar organização criminosa, resultando na soma das penas, que totaliza 19 anos e 3 meses de reclusão.

Conforme determinado pelo Tribunal, o regime de cumprimento de pena será fechado, negando ao réu o direito de recorrer em liberdade devido à sua periculosidade, às outras acusações de homicídio contra ele e à gravidade dos fatos.

Últimas