1 março 2024

Idoso agredido em pagode fica com sequelas e família exige justiça

Redação

Date:

O servidor público Hélio de Oliveira Guedes, de 63 anos, agredido com um soco no rosto por Kayronn Oliveira Silva, no Bar da Piscina da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), em Rio Branco, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Juliana na última quarta-feira (11). Apesar disso, o idoso ainda necessita de cuidados médicos, pois perdeu os movimentos do lado direito do corpo.

Após a confusão ocorrida durante um pagode tradicional no local, Hélio foi violentamente atingido pelo soco, desmaiando e sofrendo um AVC. Durante o período em que esteve na UTI, o estado de saúde dele foi se agravando, sendo necessário intubá-lo. Agora, mesmo fora da UTI, ele continua internado na enfermaria e demanda assistência para as atividades diárias.

A família do funcionário público solicita que o caso não fique impune, argumentando que a denúncia feita ao Ministério Público não avançou.

“Trata-se de um idoso que foi vítima de agressão, uma situação que exige responsabilização e justiça”.

O Acre Agora

Últimas