29 maio 2024

Enfrentando pior seca dos últimos 43 anos, Bolsa Família é antecipado na capital

Redação

Date:

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, anunciou nesta quarta-feira (4) medidas emergenciais para auxiliar os atingidos pela seca extrema nos estados da região Norte, incluindo o Acre que enfrenta a pior seca em 43 anos, segundo dados do Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), órgão ligado ao governo federal.

Entre as medidas está o pagamento do programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) aos beneficiários que moram em regiões afetadas pela estiagem histórica . As consequências da estiagem para a população são, principalmente, o comprometimento do abastecimento de água e o escoamento da produção rural por conta da dificuldade de navegação nos rios, além, claro, dos problemas de saúde ocasionados pela baixa umidade.

“Na questão da ajuda humanitária, nós orientamos as prefeituras que elas encaminhem os planos de trabalho para o Ministério de Integração e Desenvolvimento Regional”, declarou Alckmin.

No Acre, segundo a Defesa Civil, apenas a Capital publicou o decreto. Rio Branco, mais de 130 mil famílias recebem o Bolsa Família. Com a medida, moradores poderão sacar os valores em 19 de outubro, independentemente do Número de Identificação Social (NIS).

Agricultores do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que tiveram perda de produção também terão direito ao pagamento do seguro integral. O governo também estuda liberar o seguro-defeso aos pescadores pelo período em que foram prejudicados.

FONTE: O PALACIANO

Últimas