24 abril 2024

Dia das Crianças: ao menos 58,8% dos empresários estão confiantes para a data, aponta pesquisa

Assessoria

Date:

Estudo avalia também intenção de consumo dos rio-branquenses

Para 58,8% dos empresários da capital acreana, o Dia das Crianças, celebrado na próxima quinta-feira, 12, deve proporcionar ótima oportunidade para vendas. A pesquisa, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-AC) nos dias 2 e 3 de outubro, avaliou o cenário junto a 102 empresários de Rio Branco.

Ainda segundo o estudo, 27,5% dos entrevistados apostam em um dia normal de trabalho; outra parcela, de 13,7%, demonstra sentimento apreensivo. Além disso, o levantamento avaliou o preparo do comércio para a data e, de acordo com 87,3%, houve uma preparação prévia para as vendas, seja divulgando produtos e destacando ofertas (76,5%) ou ofertando embalagem especial para clientes com compras destinadas ao público infantil (10,8%); outros 12,7% afirmaram não realizar quaisquer preparativos para as vendas.

De acordo com o estudo, 82,4% dos empresários entrevistados devem usar as redes sociais (42,2%) e investimentos em marketing (40,2%); seguidos por outros 10,7%, que devem investir em promoções (4,9%), serviços de entregas (2,9%) e descontos sobre vendas (2,9%). A pesquisa também destaca 6,9%, que não deve se utilizar de táticas específicas para as vendas da data.

Dentre as dificuldades para o funcionamento do comércio num mercado com elevado índice de endividamento, 67,6% dos empresários entrevistados destacam o risco sobe o giro do capital no tempo certo. Para outros 16,7%, o risco de o cliente já endividado deixar muitas dúvidas sobre a liquidez nas vendas a crédito também se destaca como um possível problema e; por fim, 13,7% passam a trabalhar com quadro mínimo de pessoal; 2 % não se manifestam a esse respeito.

Valor médio estimado por venda

Segundo o relatório, 80,4% dos entrevistados indicam a expectativa de vendas médias em valores de até R$200, sendo 29,4% de até R$50; 32,4%, entre R$51 a R$100; e 18,6%, entre R$101 a R$200. Os demais (19,6%) estimam a realização de vendas médias para o Dia das Crianças, acima de R$200.

Quanto à forma desejada pelos empresários para os recebimentos dos valores das vendas para o Dia das Crianças, 73,5% não fazem distinção entre recebimentos “à vista” ou “a prazo”, porém, 25,5% preferem receber no ato da venda, e apenas 1%, em parcelas.

Segmento de comércio pesquisado

Para o estudo, foram entrevistados 102 empresários do comércio de Rio Branco/AC, sendo 38,2% do segmento de vestuário, 20,6%, de acessórios, 13,7%, de presentes, 10,8%, de brinquedos, 7,8% de calçados, dentre outros (8,9%).

Expectativa de consumo

A Fecomércio-AC também entrevistou consumidores rio-branquenses para entender a intenção de consumo e, das 205 pessoas entrevistadas, aproximadamente 82,4% demonstram o desejo em presentear no Dia das Crianças.

Dos 10,7% que não devem realizar gastos para o Dia das Crianças, 40,9% justificam falta de dinheiro e; 36,4%, não ter filho. Também, 13,6% argumentam que não comemoram a data, e outros 9,1% estão desempregados.

Quanto à preferência pelos presentes, 44,5% dos entrevistados apontam para a compra de brinquedos, enquanto 30,5% expressam desejo para a compra de roupas. Os demais, 25%, têm intenção em comprar para calçados (10%), bicicletas (3%) e outros objetos (12%).

As compras para o Dia das Crianças devem ocorrer nas lojas do centro de Rio Branco (71,1%), em lojas de shoppings (13,7%), lojas de bairros (10,7%), da Havan (2,0%), e em outros locais (2,5%).

No que diz ao endereço de entrega para as compras, 45,7% dos entrevistados indicam a própria moradia para recebimento dos presentes comprados. Outros 31,9% vão preferir entrega na casa do presenteado e 22,3%, se apossar no momento da compra.

Com relação às compras pela internet, 68,3% dos entrevistados disseram não comprar nesta modalidade, mas dos 31,7% que se utilizam desse sistema, 22,4% procuram por aplicativos reconhecidos e 9,3%, pesquisam os sites de lojas.

Quanto ao valor médio pretendido para gastos, 88,3% dos entrevistados indicam desejo de gastos de até R$200, sendo 31,4% de até R$50; 40,2%, entre R$51 a R$100; e 16,7%, entre R$101 a R$200. Os demais (11,7%) devem realizar gastos para o Dia das Crianças acima de R$200.

Quanto à forma mais conveniente de pagamento, 75,5% devem preferir a modalidade de “à vista”; outra parcela, de 24,5%, vai negociar pagamento parcelado.

Já em relação aos gastos previstos para o próximo Dia das Crianças frente à mesma data no ano passado, 39,5% dos entrevistados acreditam em valores maiores neste ano, enquanto 22,4% acham que vão gastar menos. Por outro lado, 31,2% apostam em gastos a valores iguais aos do ano passado e 6,8%, não sabem prever.

Últimas