21 maio 2024

Confira a lista dos 20 conselheiros tutelares eleitos em Rio Branco: 26 mil votaram

Redação

Date:

A eleição para o Conselho Tutelar em Rio Branco quebrou o recorde de eleitores. Foram 18.054 votos válidos em 2019, e 26.033 votos em 2023. Grande parte dos candidatos acompanhou a apuração das urnas no prédio da Prefeitura de Rio Branco, onde um telão foi montado e os candidatos e imprensa puderam ver a leitura dos boletins de urna e inserção dos dados no sistema.

Veja quem foram os candidatos eleitos para as 20 vagas do Conselho Tutelar de Rio Branco:

1. Marcelo Lopes I 1000 votos;
2. André Almeida I 988 votos;
3. Fábia Cristina I 928 votos;
4. Paulinho do CRAS I 924 votos;
5. Fábio Mello I 757 votos;
6. Terezinha Santana I 732 votos;
7. Dalva Miranda I 694 votos;
8. Juliel Lima I 630 votos;
9. Jo Moura I 576 votos;
10. Celson Inácio I 552 votos;
11. Bruna Marinho I 551 votos;
12. Lídia Araújo I 547 votos;
13. Ari Oliveira I 546 votos;
14. Rafael do Vale I 522 votos;
15. Débora Matos I 503 votos;
16. Doraline Souto I 493 votos;
17. Anderson Wesley I 487 votos;
18. Prof. João Paulo I 482 votos;
19. Reginildo, o filho da Baixada I 478 votos;
20. Anilton Andrade I 464 votos.

O conselheiro Celson Inácio, que se reelegeu na décima colocação, agradeceu os votos por mais uma oportunidade: “agora é continuar trabalhando, como sempre trabalhamos. Graças a Deus deu tudo certo”, disse.

Num balaço sobre o dia de eleição dos membros do Conselho Tutelar antes de o início da apuração das urnas, na sede da Prefeitura de Rio Branco, o promotor de justiça Abelardo Townes, do Ministério Público, disse que o dia de votação não teve denúncia de irregularidades.

O promotor ainda parabenizou os candidatos pela “limpeza” nas eleições: “uma eleição tranquila com relação à propaganda irregular ou compra de votos. Considero uma eleição limpa, vocês estão de parabéns”, disse.

Para Iana Sarkis, presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de Rio Branco, o grande número de eleitores coloca com urgência a discussão da união da eleição para o Conselho Tutelar com as eleições municipais ou estaduais: “Isso já é uma discussão no Brasil inteiro. Aguardamos uma decisão do Governo Federal para que isso se ajuste”, disse.

Fonte: Ac24horas

Últimas