14 julho 2024

Após morte de jovem, família pede proibição de pipas em locais públicos de Rio Branco

Redação Folha do Acre

Date:

A família do jovem Fernando Moraes Roca Júnior, de 25 anos, que morreu após ser degolado com linha de cerol em Rio Branco na última semana iniciou uma campanha pedindo a proibição da prática de soltar pipa nas ruas da capital acreana.

Os familiares afirmam que não vão se conformar apenas com a proibição do uso de cerol e linhas chilenas, mas querem também a proibição da soltura de pipas, pepetas e papagaios em qualquer espaço público de Rio Branco.

“Não vamos nos conformar apenas com a proibição do cerol ou da linha chilena. Não adianta. Queremos a proibição da prática de soltar papagaiou ou empinar pepeta em locais públicos”, diz publicação.

A família defenda que o poder público fiscalize e determine um espaço reservado para a prática da soltura de pipas, evitando acidentes fatais.

A publicação diz ainda que não adianta apenas fiscalizar, tem que punir os autores.

“Por um dia as pessoas vão ter medo de usar essa arma, mas daqui uns dias tudo volta a ser como era antes”, diz.

 

Últimas