26 maio 2024

Após quase dois meses, policial penal acusado de matar jovem na Expoacre continua solto

Redação

Date:

Quase dois meses após a noite de encerramento da Expoacre 2023, no dia 08 de agosto, onde Wesley Santos da Silva, de 20 anos, foi morto por disparos de arma de fogo, o acusado de realizar o crime continua solto. Raimundo Nonato, apontado como autor, foi solto em audiência de custódia. A família pede justiça.

“No mesmo dia que meu filho faleceu, ele [Raimundo Nonato] foi solto e está solto até hoje. Já vai completar dois meses que ele faleceu. Ele não matou só o Wesley, ele matou eu também. No dia que meu filho foi enterrado, fui enterrada junto com ele”, relata a mãe, Iza Souza Santos, em vídeo.

A equipe da TV Gazeta foi até o delegado da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Alcino Júnior, para saber a situação do caso, de como está a investigação à cerca do ocorrido.

“Esse processo já está em fase de tramitação no tribunal do júri. Me parece que nesse momento o Ministério Público recorreu da decisão da audiência de custódia, que colocou em liberdade o autor do crime, e essa parte da cautelar está tramitando”, afirma o delegado.

Além disso, segundo Júnior, tudo que envolve a Polícia Civil do Acre (PC/AC) já foi realizado no primeiro momento e que foi concluído dentro do prazo, após a pisão em flagrante. Agora, cabe à Justiça.

Agazeta.net

Últimas