18 abril 2024

Acusada de matar e esquartejar mulher é condenada a quase 24 anos de prisão

Redação Folha do Acre

Date:

Thaís da Silva Dutra, denunciada pela morte da jovem Sandra Lima, foi condenada a 23 anos e 9 meses de prisão em regime fechado.

A decisão foi do Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri, em sessão realizada nesta terça-feira, 26.

A acusada, que reside em Porto Velho, participou da sessão por meio de vídeo conferência.

A sentença de Thaís da Silva Dutra foi proferida pela Juíza Luana Campos, no início da noite, após quase nove horas de julgamento.

Na mesma decisão, a magistrada concedeu a ré, o direito de recorrer em liberdade.

Thaís Dutra é a quinta pessoa condenada pela morte de Sandra Lima de Souza.

A jovem foi assassinada em cinco de abril de 2020. O crime aconteceu em uma casa, localizada no Bairro Belo Jardim.

Depois de ser morta, Sandra Lima teve o corpo esquartejado pelos criminosos. Os restos mortais foram jogados em um igarapé da região.

O assassinato, segundo a denúncia, foi motivado pela guerra de facções criminosas.

Em outubro do ano passado, outros quatro réus já tinham sido condenados. Entre eles, o ex-marido de Thaís. Atualmente a acusada mora em Porto Velho, Rondônia. A defesa ainda pode recorrer da condenação.

Informações O Alto Acre

Últimas